Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Philips tem prejuízo de 162 mi no 4ºtrimestre

Por Álvaro Campos

Amsterdã (30) – A gigante holandesa de equipamentos eletrônicos Philips informou hoje que teve um prejuízo líquido de 162 milhões de euros no quarto trimestre do ano passado, ante um lucro de 463 milhões de euros no mesmo período de 2010. Mas as vendas subiram para 6,71 bilhões de euros, de 6,5 bilhões de euros. Por volta das 11h10 (de Brasília), as ações da companhia caíam 2,5% na Bolsa de Amsterdã.

Segundo a Philips, os resultados no quarto trimestre foram prejudicados pelas frágeis condições de mercado na Europa e perdas de 272 milhões de euros com operações descontinuadas, principalmente na unidade de televisores.

O executivo-chefe da Philips, Frans van Houten, ainda forneceu uma previsão desanimadora para 2012, embora tenha reiterado o compromisso da companhia de atingir as metas em 2013. Segundo ele, a cautela é necessária, “dada a incerteza na economia global e na Europa em especial”.

Em novembro do ano passado a Philips fechou um acordo para uma joint venture na divisão de televisores com a companhia de Hong Kong TPV Technology, uma das maiores fabricantes de monitores de computador do mundo. A joint venture dá uma participação de 70% para a TPV, e a Philips fica com o restante.

A Philips já tinha dito que essa parceria resultaria em um encargo de 270 milhões de euros no lucro antes de impostos no quarto trimestre, além de uma provisão anterior de 110 milhões de euros. O lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização (Ebtida na sigla em inglês) da companhia caiu para 503 milhões de euros no quarto trimestre, de 913 milhões de euros no mesmo período de 2010.

Em uma tentativa de reduzir gastos, a Philips anunciou que pretende cortar 4,5 mil empregos em todo o mundo, sendo 1,4 mil deles na Holanda. Juntamente com outros cortes, isso deve resultar em uma economia de 800 milhões de euros até 2014. Mas a companhia alerta que os gastos com reestruturação vão pesar nos resultados de 2012. As informações são da Dow Jones.