Clique e assine a partir de 8,90/mês

Petróleo registra o melhor resultado em um mês

Por Da Redação - 18 out 2011, 17h19

Por Ricardo Gozzi

Nova York – Os contratos futuros de petróleo fecharam no melhor nível em um mês, acompanhando o mercado de ações e deixando de lado os temores em relação a uma possível desaceleração do crescimento da China. O petróleo para entrega em novembro fechou em alta de US$ 1,96 (2,27%) na bolsa mercantil de Nova York (Nymex), a US$ 88,34 o barril. Trata-se do mais elevado nível de fechamento desde 15 de setembro. No mercado eletrônico ICE, o Brent para dezembro subiu US$ 0,99 (0,90%), fechando a US$ 111,15 o barril.

Os futuros do petróleo caminharam hoje praticamente lado a lado com as ações, que vêm sendo usadas pelos traders nos últimos meses como barômetro do sentimento macroeconômico. “As ações sobem, o petróleo sobe: esta tem sido a tendência geral”, disse Kyle Cooper, sócio da IAF Energy Advisors.

Os contratos fecharam em alta depois de terem sido afetados por perdas no início da sessão, após a Agência Nacional de Estatísticas da China ter reportado crescimento econômico de 9,1% no terceiro trimestre, de 9,5% no trimestre anterior e de 9,7% no primeiro trimestre do ano.

Apesar de o crescimento econômico chinês continuar forte, temores de desaceleração da economia chinesa afetaram o mercado de petróleo durante grande parte do ano passado. A China é o segundo maior consumidor mundial de petróleo, atrás apenas dos Estados Unidos.

Os participantes do mercado, no entanto, ignoraram os temores em relação à China e se apegaram à recuperação das ações. Com a alta de hoje, o preço do barril do petróleo já é 16,7% superior em relação a duas semanas atrás. Em 4 de outubro, o petróleo chegou a ser negociado a US$ 75,67 por barril. As informações são da Dow Jones.

Continua após a publicidade
Publicidade