Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Petróleo recua com aumento de estoques nos EUA

Por Ricardo Gozzi

Nova York – Os contratos futuros de petróleo fecharam hoje em ligeira queda na bolsa mercantil de Nova York (Nymex), afetados pelo pessimismo em relação à crise da dívida da zona do euro e com os dados semanais que mostraram aumento acima do esperado nos estoques da commodity nos Estados Unidos.

O petróleo para entrega em janeiro fechou em queda de US$ 0,79 (0,78%) na Nymex, a US$ 100,49 por barril. Na plataforma eletrônica ICE, o Brent para janeiro cedeu US$ 1,28 (1,15%), fechando a US$ 109,53 por barril.

Os futuros de petróleo iniciaram o dia em baixa em meio a temores de que a reunião de cúpula da União Europeia (UE) prevista para esta semana não resulte em uma solução para a crise da dívida na zona do euro.

Os temores foram alimentados por declarações amplamente repercutidas de uma fonte no governo alemão segundo a qual Berlim não acredita que os países da UE estejam prontos para adotar as medidas necessárias para solucionar a crise, entre elas alterações no tratado do bloco que permitiriam uma coordenação central dos orçamentos nacionais e o estabelecimento de limites mais rigorosos de déficit e endividamento.

“Continuamos escravos das notícias sobre a Europa”, disse Tom Bentz, diretor da BNP Paribas Prime Brokerage. “No fim das contas, qualquer coisa que afete os mercados financeiros, para o bem ou para o mal, tem mais impacto sobre os preços de energia do que os fundamentos ou as próprias commodities, pelo menos no curto prazo”, prosseguiu.

O petróleo ficou por alguns instantes abaixo da marca de US$ 100 por barril depois que o Departamento de Energia dos EUA divulgou aumento de estoques, contrariando as expectativas dos analistas. As informações são da Dow Jones.