Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Petróleo cai em meio a indicadores desanimadores nos EUA

Os preços do petróleo fecharam em leve queda nesta sexta-feira em Nova York, em um mercado afetado por indicadores econômicos desanimadores nos Estados Unidos, mas sustentado pelas persistentes preocupações com o Irã, grande produtor de petróleo.

O barril de “light sweet cruse” (WTI) para entrega em março perdeu 14 centavos em relação ao fechamento de quinta-feira a 99,56 dólares no New York Mercantile Exchange.

Em Londres, o barril do Brent do Mar do Norte para entrega em março fechou a 111,46 dólares no Intercontinental Exchange (ICE), em alta de 67 centavos.

Os preços do petróleo, em leve queda na abertura do mercado, adotaram em seguida uma tendência de alta, passando brevemente acima da barreira de 100 dólares para terminar com preços muito similares aos de quinta-feira.

“Os preços do petróleo estavam praticamente sem mudanças”, disse Andy Lipow da Lipow Oil Associates.

“Não tivemos realmente notícia frescas do Irã hoje, além do fato de que o país poderá suspender suas exportações destinadas à Europa”, completou.

Os parlamentares iranianos devem examinar este fim de semana um projeto de lei destinado a proibir imediatamente a exportação de petróleo para a Europa, em resposta ao embargo adotado na segunda-feira pela União Europeia (UE) contra Teerã.

No entanto, o embargo da UE deve ser instaurado de forma progressiva até 1º de julho.

Além disso, “tivemos notícias decepcionantes dos Estados Unidos”, completou, em referência aos dados do crescimento econômico publicados na sexta-feira, que estiveram abaixo das previsões.

O crescimento econômico nos Estados Unidos registrou uma forte aceleração no quarto trimestre, segundo as primeiras estimativas oficiais.

No entanto, estes dados situam a expansão do PIB abaixo das previsões dos analistas, que apostavam em uma alta de 3,2% no quarto trimestre.