Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Petrobras teve prejuízo em contrato com a Braskem, diz jornal

Relatório de investigação da estatal, obtido pelo Jornal Nacional, mostra que Braskem pagou um valor abaixo de mercado em acordo para compra de nafta

Por Da Redação 18 jul 2015, 22h57

A Petrobras teve prejuízo em um contrato com a Braskem, empresa petroquímica do grupo Odebrecht em sociedade com a Petrobras, apontou um relatório de investigação interna da estatal, que o Jornal Nacional teve acesso. Segundo Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Youssef, delatores da Operação Lava Jato, a Braskem pagou propina para ser beneficiada no acordo.

De acordo com a reportagem, a Braskem assinou em 2009 um contrato com a Petrobras para comprar nafta, produto essencial para fazer plástico, e que é vendida pela Petrobras. O contrato virou alvo de investigação em março deste ano.

Segundo uma comissão interna da petroleira, a Braskem pagou um valor abaixo do preço de mercado. Conforme relatório, o contrato foi encaminhado por orientação de Paulo Roberto Costa à Diretoria Executiva da empresa sem nenhum estudo de viabilidade econômica para a Petrobras.

À época, Costa era diretor de Abastecimento, área responsável pela venda de nafta. O documento ainda aponta que houve negligência de Costa, o que acabou favorecendo a Braskem, mas diz que não foi possível calcular o prejuízo causado à Petrobras.

Condenado em ação penal originada na Lava Jato, atualmente Costa cumpre prisão domiciliar no Rio de Janeiro.

Leia mais:

S&P mantém nota de crédito da Petrobras a um degrau do rebaixamento

Regime de partilha é danoso para a Petrobras e o Brasil, diz conselheiro da estatal

(Da redação)

Continua após a publicidade
Publicidade