Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Petrobras sobe gasolina e gás de cozinha em 7,2% nas refinarias

Novos preços passam a valer neste sábado. Segundo empresa, reajuste ocorre para compensar parcialmente a alta das cotações do petróleo e do dólar

Por da Redação
Atualizado em 9 out 2021, 08h42 - Publicado em 8 out 2021, 13h45

A Petrobras anunciou nesta sexta-feira, 8, um aumento de 7,2% nos preços da gasolina e do gás de cozinha nas refinarias. O preço do diesel, reajustado na semana passada, não teve nova alta anunciada. Os novos preços passam a valer neste neste sábado, 9.

O litro da gasolina vendida por suas refinarias passará de 2,78 reais para 2,98 reais, um reajuste médio de 0,20 centavos. Já o quilo do gás de cozinha passará de 3,60 reais para 3,86 reais, alta de 0,26 centavos. Com isso, os 13 quilos necessários para encher um botijão custarão na refinaria o equivalente a 50,15 reais.

Segundo a Petrobras,  os reajustes “refletem parte da elevação nos patamares internacionais de preços de petróleo, impactados pela oferta limitada frente ao crescimento da demanda mundial, e da taxa de câmbio, dado o fortalecimento do dólar em âmbito global”. Vale lembrar que nesta semana a cotação do barril passou da casa dos 80 dólares, após a decisão dos grandes exportadores de petróleo de não ampliarem sua produção. O dólar, por sua vez, fechou acima de 5,50 reais na última quinta-feira.

O aumento do preço dos combustíveis afeta diretamente a inflação e vem preocupando o governo Bolsonaro devido à perda de popularidade no ano pré-eleitoral. Para tentar tirar a atenção do preço do dólar, que está diretamente relacionado à instabilidade do governo, o presidente joga a culpa nos governadores e no ICMS dos combustíveis.

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), pretende colocar em votação na próxima semana uma proposta que muda a forma como o ICMS é calculado, para reduzir o peso do tributo na composição final do preço. Segundo a companhia, 33,4% do valor da gasolina é realização da Petrobras; 16,9% é o custo do Etanol Anidro e 10,7% são de distribuição e revenda. O ICMS tem peso de 27,7% no índice enquanto Cide, PIS/Cofins, impostos federais, ficam em 11,3%.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.