Clique e assine a partir de 8,90/mês

Petrobras recupera R$ 3 bi após acordos de leniência e delações

Só em um dos acordos, com o grupo holandês SBM, a petrolífera brasileira receberá a devolução de 549 milhões de reais

Por Redação - Atualizado em 22 out 2018, 19h45 - Publicado em 22 out 2018, 19h37

A Petrobras informou nesta segunda-feira, 22, que já passa de 3 bilhões de reais os valores obtidos com o ressarcimento de danos por meio de acordos de leniência e delações premiadas. Só em um dos acordos, com o grupo holandês SBM, a petrolífera receberá a devolução de 549 milhões de reais, além do abatimento de 179 milhões de dólares com pagamentos futuros devidos à companhia.

O acordo de leniência com a SBM foi assinado em julho com o Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU) e  Advocacia-Geral da União (AGU).

Com o acordo, a SBM ficou apta a participar das licitações em curso e de contratações futuras. Nesse caso, a SBM terá de passar por todos os controles de conformidade a que estão submetidos os fornecedores da Petrobras.

A SBM Offshore, fornecedora de plataformas para exploração de petróleo, admitiu ter pago propina para conseguir contratos com a Petrobras. Além desse acordo com a SBM, a Petrobras já havia recuperado 2,5 bilhões de reais no âmbito da Operação Lava-Jato.

A Petrobras atua como coautora do Ministério Público Federal e da União em 16 ações de improbidade administrativa em andamento, além de ser assistente de acusação em 54 ações penais.

Continua após a publicidade
Publicidade