Clique e assine com 88% de desconto

Petrobras pode fazer mais ajustes nos preços de combustíveis

Desde outubro, estatal já abaixou o preço dos combustíveis por duas vezes. O reajuste, porém, não chegou aos consumidores

Por Reuters - 11 nov 2016, 16h34

A Petrobras pode fazer mais de um ajuste de preços de combustíveis em um período de um mês, dependendo da volatilidade de variáveis como preço do petróleo e câmbio, que são levadas em conta na nova política da empresa, disse nesta sexta-feira o diretor de Refino e Gás Natural, Jorge Celestino, em teleconferência com investidores.

Celestino lembrou que nova política de preços anunciada em outubro prevê a prática de avaliação de um eventual reajuste pelo menos uma vez por mês, o que não impede, portanto, que o Grupo Executivo de Mercado e Preços da empresa realize mais de um reajuste em um mês.

Ele respondia à pergunta de um analista sobre o impacto do dólar, que subiu fortemente nos últimos dois dias, na decisão de se realizar um novo reajuste.

Na última terça-feira, a companhia voltou a reduzir seus preços de gasolina e diesel, citando uma queda de sua participação de mercado em meio a crescentes importações pelos concorrentes.

Publicidade

(Com Reuters)

Publicidade