Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Petrobras oferece 1,73% de reajuste; federação critica proposta

Empresa mudou proposta, elevando de 50% para 75% o adicional sobre horas extras, que hoje é de 100%

A Petrobras se reuniu hoje com entidades sindicais para tentar concluir o acordo coletivo de seus funcionários. A empresa manteve a proposta de reajuste salarial de 1,73%.

Entre as mudanças na proposta está a remuneração das horas extras. A estatal propôs uma remuneração de 75% sobre as horas extras. Na primeira proposta, a empresa havia oferecido 50%. Hoje, os funcionários recebem um adicional de 100% sobre as horas extras.

Em nota, a Petrobras informa que a nova proposta garante também vigência de dois anos para o acordo coletivo de trabalho, assegurando o reajuste de 2018 de acordo com a inflação.

“A expectativa da companhia é que as negociações estejam concluídas o quanto antes, já que o atual acordo teve sua vigência prorrogada até 30/11”, informa.

Em publicação no Facebook, a Federação Única dos Petroleiros informa que a proposta da Petrobras ‘retira direitos dos trabalhadores’. No vídeo, a comissão de negociação diz que não aceitará a redução desses direitos.