Petrobras inicia a produção no pré-sal do Espírito Santo

O volume inicial será de cerca de 13.000 barris/dia e a previsão da Petrobras é que o poço atinja a capacidade máxima, de 20.000 barris/dia, ainda em 2010

Por Da Redação - 15 jul 2010, 09h43

A Petrobras começa nesta quinta-feira a produção comercial de petróleo do pré-sal brasileiro, no campo de Baleia Franca, localizado a cerca de 85 quilômetros da cidade de Anchieta (ES), na Bacia de Campos. A produção inicial será de cerca de 13.000 barris por dia.

De acordo com a estatal, as acumulações do pré-sal do campo de Baleia Franca foram descobertas em dezembro de 2008. ). O petróleo é leve, estimado em 29 graus API. A previsão da Petrobras é de que o poço atinja a capacidade máxima, de 20.000 barris por dia, ainda em 2010.

A produção será iniciada por meio da conexão da plataforma (FPSO) Capixaba ao poço 6-BFR-1-ESS. O FPSO Capixaba é afretado para a Petrobras pela empresa SBM e operava anteriormente no Campo de Golfinho. “Para aproveitar a oportunidade de antecipação de produção dos Campos de Cachalote e Baleia Franca, foi realizada uma adaptação na planta de processo da plataforma para viabilizar a instalação no Parque das Baleias”, esclarece a companhia, em comunicado.

Ainda de acordo com a estatal, o projeto adotará tecnologias pioneiras, concebidas para operar nas condições geológicas do pré-sal. Entre elas, novos modelos de risers flexíveis (tubulações para o escoamento de petróleo que ligam o poço à plataforma) e novas soluções tecnológicas para colocar os poços em produção (completação). “O uso dessas tecnologias permite a melhoria da eficiência operacional e representa um novo passo no desenvolvimento dos reservatórios do pré-sal.”

Publicidade

O FPSO faz parte do Projeto de Desenvolvimento Integrado de Cachalote e Baleia Franca e permite a interligação dos dois campos. A plataforma já produz desde maio deste ano no pós-sal do Campo de Cachalote, através do poço 7-CHT-5HA-ESS, localizado a 5 quilômetros de Baleia Franca, e desde junho de 2010 no poço 7-CHT-7HP-ESS, com uma produção total de 44.000 barris diários.

Até o final do ano, está previsto que a plataforma seja interligada a um total de nove poços, segundo a Petrobrás. O pico de produção está programado para ocorrer em dezembro de 2010, com expectativa de volume de 100.000 barris de óleo por dia e 1,35 milhões de m3 de gás natural.

(Com Agência Estado)

Publicidade