Clique e assine a partir de 9,90/mês

Petrobras coloca refinarias nos EUA e no Japão à venda, diz jornal

Segundo Valor Econômico, empresa pode vender refinarias nos países, além de participação na Edesur, distribuidora de energia na Argentina

Por Tatiana Vaz - 9 jul 2012, 14h58

logo da Exame.com
logo da Exame.com VEJA

Para dar prioridade a investimentos no pré-sal na Bacia de Santos, a Petrobras decidiu acelerar a escolha de quais ativos fora do país serão vendidos, com o intuito de levantar 14,8 bilhões de dólares. Segundo informações do jornal Valor Econômico, a estatal se prepara para vender suas refinarias em Okinawa, no Japão, e Pasadena, nos Estados Unidos.

A empresa também irá se desfazer dos 48,5% da Edesur, distribuidora de energia elétrica da Argentina que tem dado prejuízo e está com caixa negativo.

De acordo com a reportagem, a Petrobras ainda não definiu o critério de venda dos blocos de exploração e produção nos Estados Unidos, nem definiu quais empresas que serão convidadas a avaliar essas participações. Na sede da companhia, no Rio, o assunto ainda é tratado com sigilo.

Continua após a publicidade

A intenção da companhia, segundo o Valor, não é sair dos Estados Unidos apenas para fazer caixa, mas sim para encontrar parceiros que ajudem a financiar os projetos de produção na região e financiar o plano de investimentos da Petrobras de 236,5 bilhões de dólares até 2016.

Publicidade