Clique e assine a partir de 9,90/mês

Petrobras coloca à venda 60% de ativos de refino no Sul e Nordeste

Modelo que será adotado pela companhia prevê a criação de duas subsidiárias para reunir os ativos de refinaria e logística dessas regiões

Por Reuters - 27 Apr 2018, 09h51

A estatal Petrobras anunciou nesta sexta-feira um processo para vender 60% de sua participação em ativos de refino e logística no Nordeste e no Sul do país, segundo comunicado da companhia ao mercado.

A petroleira disse que iniciou a etapa de divulgação dessas duas oportunidades de desinvestimento, com um modelo que prevê a criação de duas subsidiárias para reunir os ativos que serão vendidos nessas regiões – que incluem refinarias, dutos e terminais integrados e terminais aquaviários.

Na semana passada, a estatal já tinha anunciado a intenção de uma parceria para o refino de petróleo nessas regiões.  À época, a empresa disse que o plano de atração levava em conta que o crescimento futuro da demanda de derivados no Brasil requererá novos investimentos. A proposta está ainda alinhada à nova sistemática de desinvestimentos da empresa, que busca vender ativos para reduzir seu endividamento.

Vale destacar ainda que companhia e a União travam uma disputa em relação ao contrato de cessão onerosa envolvendo os seis blocos de pré-sal da Bacia de Santos. Governo e a estatal divergem sobre o valor que deve ser pago à empresa em função da chamada cessão onerosa. Em 2010, para fazer a capitalização da companhia, foi definido que a Petrobras pagaria ao Estado cerca de 75 bilhões de reais e teria o direito de explorar o petróleo até o limite de 5 bilhões de barris. A partir daí seria feito o acerto de contas, considerando o valor do petróleo na época. O tema segue sem definição.

Publicidade