Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Petrobras baixa preço, mas gasolina no posto bate novo recorde

Redução do valor nas refinarias ainda não chegou ao consumidor. Preço médio do litro do combustível atingiu 4,696 reais

Por Machado da Costa
Atualizado em 1 out 2018, 12h15 - Publicado em 1 out 2018, 10h59

O preço da gasolina bateu, na última semana, mais um recorde de preços altos. Esta é a terceira semana consecutiva que o combustível estabelece uma nova máxima. Segundo relatório divulgado, nesta segunda-feira, pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), o preço médio do litro da gasolina no país está 4,696 reais. Há uma semana, este valor era de 4,652. Antes dessa sequência de recordes, a máxima histórica alcançada pelo combustível havia sido em junho, como reflexo da greve dos caminhoneiros.

Na última semana, a Petrobras reduziu o preço da gasolina cobrado nas refinarias. Na terça-feira, o valor foi reduzido de 2,2514 reais para 2,2381 reais por litro. Depois, na sexta, 28, caiu para 2,2159 reais por litro. Isso cria a expectativa de arrefecimento dos valores médios cobrados pelos postos de combustíveis.

Mais uma vez, o maior valor para a gasolina foi encontrado na região Norte, onde um posto vende o combustível por 6,290 por litro. A mínima, por outro lado, foi registrada no Sudeste, a 3,949 por litro. Na média, a região que se destaca pelos menores preços é o Sul. A ANP indica que o valor médio na região está em 4,588 reais por litro. No Norte, por outro lado, a média é de 4,816 reais por litro, e coloca a região como a mais cara do país.

Continua após a publicidade

Diesel e Etanol

O diesel e o etanol, por outro lado, continuam abaixo de suas máximas históricas. A média de preço do combustível produzido a partir da cana de açúcar foi de 2,865 reais, pouco acima dos 2,831 da semana anterior. Assim, na média, um litro de etanol custa o equivalente a 61,0% de um litro de gasolina. Em abril, o etanol chegou a valer 3,055 reais por litro.

Estopim da crise dos caminhoneiros, em maio, o diesel está valendo, em média, 3,655 reais por litro – pouco acima do valor registrado na semana anterior, de 3,64 reais por litro. A máxima para o combustível foi registrada em maio, quando chegou a valer, em média, 3,828 reais por litro.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.