Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Perspectivas do Brasil estão cada vez piores, alerta OCDE

Projeção de organismo multilateral é que o país tenha retração de 2,8% do PIB neste ano

As economias dos Brics estão em caminhos opostos, sendo que para o Brasil e a Rússia, as perspectivas estão “se deteriorando significativamente”. A análise foi feita neste domingo por Angel Gurría, secretário-geral da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico, a OCDE, que reúne países desenvolvidos e alguns emergentes.

No mês passado, a OCDE revisou a projeção de encolhimento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro de -0,8% (divulgada em junho) para -2,8% e apontou como fatores os dados negativos piores do que o esperado no segundo trimestre e o rebaixamento então inesperado da nota de crédito do Brasil pela agência Standard & Poor’s, com a perda do grau de investimento. Para 2016, a previsão passou de um crescimento de 1,1% da economia para uma nova retração, desta vez de 0,7%.

A Rússia terá uma queda de 3% no PIB em 2015, ainda de acordo com a OCDE. Na outra ponta dos Brics, a China deve crescer 6,7% neste ano, e a Índia, 7,2%. Gurría alertou que a desaceleração nas economias emergentes como um todo pode afetar negativamente os mercados internacionais, com impacto na economia global.

(Com Estadão Conteúdo)