Clique e assine com até 92% de desconto

Pela 16ª semana seguida, mercado sobe projeção de IPCA

Analistas ouvidos pelo Banco Central elevaram a aposta para 2012 para 5,45%. O mercado reduziu, no entanto, a estimativa referente a 2013 para 5,40%

Por Da Redação 29 out 2012, 08h52

Pela 16ª semana consecutiva, os analistas ouvidos pelo Banco Central na amostragem Focus elevaram suas apostas para a inflação deste ano. Nesta segunda-feira, o boletim apontou que a mediana das projeções para o Índice de Preço ao Consumidor Amplo – o IPCA, indicador oficial de inflação – relativa a 2012 subiu a 5,45% contra 5,44% na semana anterior. Quatro semanas atrás, ela estava em 5,36%.

Para 2013, no entanto, o mercado financeiro revisou para baixo suas projeções para o IPCA ao final do próximo ano. Segundo o relatório, a mediana das estimativas passou para 5,40% ante os 5,42% observados na semana passada. Há um mês, a taxa estava em 5,48%.

Nos dois casos, 2012 e 2013, o mercado acredita que a inflação ficará acima do centro da meta de 4,5% estipulada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

Para outubro, os analistas elevaram a taxa oficial da inflação de 0,55% para 0,56%. Esta é a terceira elevação consecutiva das expectativas, que, há um mês, estavam em 0,50%. A taxa de novembro não teve alteração e segue em 0,52% – contra 0,53% há quatro semanas.

Leia mais:

Inflação do aluguel desacelera em prévia de outubro

Fitch prevê crescimento de 4,2% do Brasil em 2013

Continua após a publicidade

No caso da mediana das projeções suavizadas para o IPCA em doze meses, foi registrada uma queda de 5,41% para 5,40%. Esta é a sétima revisão para baixo que o mercado financeiro faz das projeções para esse indicador nessa direção.

PIB – A estimativa para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) não sofreu alterações no relatório de mercado Focus. Para 2012, a taxa segue em 1,54% pela segunda semana consecutiva. Há um mês, estava em 1,57%. No tocante a 2013, a mediana das estimativas permaneceu em 4% – patamar em que se encontra há 12 semanas.

Selic – O boletim Focus desta segunda-feira mostra ainda que o mercado deu início ao ajuste de suas projeções sobre os próximo passos do BC na condução da política monetária ao longo de 2013. Segundo a pesquisa, a projeção agora é que a Selic encerre o próximo ano a 7,75%, contra 8% esperados antes.

Para 2012, foi mantida a aposta de que a taxa básica de juros permanecerá na atual mínima histórica de 7,25%, diante da indicação do BC de que o ciclo de cortes foi encerrado após a redução de 0,25 ponto porcentual feita na Selic neste mês.

Entretanto, como a ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) deixou em aberto os próximos passos ao longo de 2013, as apostas ficaram divididas em estabilidade no atual patamar da Selic ou elevação no ano que vem.

As incertezas em relação ao comportamento da inflação e da economia colaboram para as dúvidas, inclusive no mercado futuro de juros, com contratos mais longos ainda mostrando a possibilidade de elevação da Selic no ano que vem.

Entre os Top 5 – o grupo das instituições que mais acertam suas análises no Focus – a perspectiva para a Selic em 2013, entretanto, é que permaneça nos atuais 7,25%.

(com Estadão Conteúdo e Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade