Clique e assine a partir de 9,90/mês

Pedidos de falência e recuperação judicial aumentam em outubro

Alta da Selic e do custo financeiro das empresas contribui para a piora da situação financeira de muitas empresas, sobretudo pequenas e médias

Por Da Redação - 11 nov 2013, 14h22

O número de pedidos de falência e recuperação judicial de empresas no Brasil cresceu em outubro em comparação com setembro e com o mesmo período de 2012, informou a Serasa Experian nesta segunda-feira. Segundo a empresa de análise de informações de crédito, os pedidos de falência no mês passado somaram 181 ante 156 em setembro e 152 no mesmo mês de 2012. Os requerimentos de recuperação judicial subiram de 75 em setembro para 104 no mês passado. Em outubro do ano passado, estes pedidos envolveram 49 empresas.

“A continuidade da elevação das taxas de juros tem aumentado o custo financeiro das empresas, colocando-as em maiores dificuldades, em um ambiente de baixo crescimento econômico”, afirmaram economistas da Serasa Experian em comunicado à imprensa. Dos 181 pedidos de falência efetuados em outubro, 94 foram feitos por micro e pequenas empresas, 39 por médias e 48 por grandes, segundo a companhia.

Entre os pedidos de recuperação judicial de outubro está o da petrolífera OGX, do empresário Eike Batista. A companhia fez o pedido no dia 30, no maior processo do tipo em toda a história corporativa da América Latina. A empresa de construção naval do grupo do empresário, OSX, aprovou na sexta-feira a realização de pedido de recuperação judicial, pressionada por dívida de mais de 5 bilhões de reais. Contudo, o documento ainda não foi entregue à Vara de Falências.

Leia também:

OSX demite presidente e aprova pedido de recuperação judicial

OGX, de Eike, propõe mudança de nome para Óleo e Gás Brasil S.A

Sem acreditar na recuperação, minoritários desistem de processar OGX

(com agência Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade