Clique e assine a partir de 8,90/mês

PDVSA já sabe o valor que terá de pagar por refinaria, diz Costa

Por Da Redação - 18 out 2011, 18h57

RIO DE JANEIRO (Reuters) – A Petrobras apresentou na última sexta-feira à estatal venezuelana PDVSA o valor que desembolsou até agora para erguer 40 por cento das obras da Refinaria Abreu e Lima, empreendimento que tem a companhia da Venezuela prevista como sócia, informou nesta terça-feira o diretor de Abastecimento da estatal, Paulo Roberto Costa.

Sem citar o valor, o executivo negou que a PDVSA tenha questionado o valor apresentado pela Petrobras, negando informação publicada pela imprensa no início da semana passada.

“A PDVSA em nenhum momento mandou documento para a Petrobras questionando valor, e ela não podia ter feito isso porque ela não sabia o valor”, afirmou Costa a jornalistas.

Costa confirmou que um banco chinês está envolvido na apresentação das garantias da PDVSA para o empréstimo concedido pelo BNDES para a construção da refinaria.

Mas reiterou que “o grupo chinês não é sócio de nada” e que apenas a PDVSA poderá se tornar sócia da Petrobras, se pagar sua parte na construção da refinaria até 30 de novembro.

As garantias foram dadas no final de setembro para que a PDVSA pudesse assumir a sua parte em um financiamento de quase 10 bilhões de reais do BNDES.

A refinaria Abreu e Lima está em construção no Complexo Industrial Portuário de Suape, Pernambuco. Com entrada em operação prevista para dezembro de 2012, processará 230 mil barris de petróleo/dia, cerca de 11 por cento da capacidade atual de refino de petróleo no Brasil.

(Por Sabrina Lorenzi)

Continua após a publicidade
Publicidade