Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Parlamento grego debate novo plano de austeridade

O projeto de lei, de trâmite urgente, será submetido à votação a partir da meia-noite. Aprovação é necessária para liberar apoio econômico da União Europeia

O Parlamento grego iniciou na manhã este domingo os debates sobre o novo plano de austeridade exigido pela União Europeia (UE) e pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) em troca de uma ajuda financeira que evitará a quebra do país e sua saída do euro.

A UE e o FMI exigem que o novo plano de austeridade, que inclui uma queda de 22% do salário mínimo, a demissão de 15.000 funcionários e numerosas privatizações, seja aprovado na noite de domingo. O projeto de lei, de trâmite urgente, será submetido à votação a partir da meia-noite.

Leia também:

Leia também: Milhares de gregos protestam contra plano de ajuste

O governo de coalizão socialista-conservador dirigido por Lucas Papademos, cujo discurso está previsto para o final da tarde, tem apoio da maior parte dos deputados. Antes do início da sessão, o presidente do Parlamento, Philippos Petsalnikos, tomou o juramento de três suplentes que substituem três deputados que renunciaram ao mandato por discordar do plano de austeridade.

O primeiro orador foi um deputado comunista do partido KKE, que considerou que o atual Parlamento não possui legitimidade para se pronunciar sobre o plano de austeridade e exigiu eleições legislativas.

(Com agência AFP)