Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Paraná lidera aumento do fluxo de veículos em novembro

Por Da Redação 9 dez 2011, 12h40

Por Francisco Carlos de Assis

São Paulo – O escoamento de produtos agrícolas pelas estradas pedagiadas do Estado do Paraná foi um dos principais fatores responsáveis pelo crescimento do fluxo de veículos no País em novembro, comparativamente a outubro. Segundo o Índice ABCR, calculado pela Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR) e Tendências Consultoria Integrada, enquanto o índice total cresceu 0,2%, no Paraná a alta do fluxo geral foi de 2,1%.

Na mesma base de comparação, a circulação de veículos leves pelas estradas paranaenses em novembro cresceu 2,5% sobre outubro, já livre dos efeitos sazonais. Os pesados aumentaram em 1,7% a circulação em novembro, ante outubro. Na comparação com novembro do ano passado, o fluxo total de veículos no Paraná cresceu 6,2% – o dos leves, 4,3%, e o dos pesados, 9,7%. No acumulado dos últimos 12 meses encerrados em novembro, o fluxo geral aumentou 6,9%, o dos leves cresceu 6% e o dos pesados, 8,4%.

São Paulo

Em São Paulo, o fluxo total de veículos pelas estradas pedagiadas manteve-se se estável em novembro na comparação com outubro. O movimento dos leves caiu 0,2% e o dos pesados cresceu 1,6%. Todos os dados na margem já estão livres dos efeitos sazonais. Quando comparado com novembro de 2010, o índice geral para São Paulo registrou expansão de 3,7%, o dos leves, alta de 3%, e o dos pesados, 5,3%. No acumulado de 12 meses, o indicador geral registra alta de 8,7% no fluxo de veículos nas estradas paulistas pedagiadas – os leves cresceram 8,8% e os pesados, 8,4%.

Rio Grande do Sul

No Rio Grande do Sul, o fluxo total de veículos pelas estradas sob concessão privada cresceu 1% em novembro na comparação com outubro. Na mesma comparação, o movimento dos leves cresceu 1,3%. O fluxo dos leves caiu 0,5%. Quando comparado com novembro do ano passado, a circulação total de veículos nas estradas do Rio Grande do Sul avançou 5,6%. O movimento dos leves subiu 6,4% e dos pesados, 3,7%. Nos últimos 12 meses terminados em novembro, o Indicador ABCR para o tráfego gaúcho cresceu 7,4% – o dos leves evoluiu 8,2% e o dos pesados, 5,6%.

Rio de Janeiro

Finalmente, no Rio de Janeiro, o fluxo total de veículos em novembro mostrou elevação de 0,3% sobre outubro, já livres dos efeitos sazonais. Os leves, na mesma comparação, cresceram 0,1% e os pesados, 0,3%. Na comparação de novembro com o mesmo mês em 2010, o fluxo de veículos pelas estradas fluminenses cresceu 5,7%. O dos leves, 6,5% e o dos pesados, 2,6%. No acumulado de 12 meses, o fluxo total de veículos nas estradas do Rio aponta para uma alta de 5,3%. O dos leves cresceu 5,2% e o dos pesados, 5,4%.

Continua após a publicidade

Publicidade