Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Para russa TNK, acordo com HRT ajuda expansão global

Por Kelly Lima

Rio – A parceria da russo-britânica TNK-BP com a brasileira HRT faz parte de estratégia da companhia de expandir seu portfólio internacional, afirma o vice-presidente de upstream (exploração e transporte de petróleo) da TNK, Alexander Dodds. Hoje, além do Brasil, a empresa tem produção de 17 mil barris no Vietnã e parceria com a estatal PDVSA na Venezuela para o desenvolvimento de diversos blocos.

O executivo destacou que a empresa “está em franca expansão” e lembrou que a reposição de reservas da companhia bateu em 144% em 2010, ou seja, agregou ao seu portfólio a totalidade equivalente ao que produZiu e ainda encontrou o equivalente a 44% a mais.

Segundo Dodds, faz parte da meta da empresa continuar aumentando sua produção nos próximos anos, especialmente na área de gás. “Temos um parque na Rússia para produzir um milhão de barris em 2020, e estamos em busca de tecnologias para desenvolver este parque”. O objetivo, disse, é fazer com que o gás represente 20% do Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da companhia em 2020.

O presidente da HRT, Márcio Mello, ressaltou hoje que a parceria com a TNK-BP é “mais do que sólida”. “É um acordo no qual trabalhamos incessantemente, 24 horas por dia nas últimas semanas e estamos muito orgulhosos deste negócio ter seguido adiante”, afirmou, emocionado e com a voz embargada, na abertura de entrevista com a imprensa para falar da parceria entre as duas empresas.

Na visão do executivo, a parceria abre um “horizonte de oportunidades”. “Somaremos a experiência de ambas para melhor desenvolver nossas áreas”, disse, destacando que já está prevista a perfuração de 117 poços nos próximos anos.