Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Para Economist, Brasil melhora e passa de ‘Belíndia’ para ‘Italordânia’

Matéria da revista britânica diz que o Brasil mudou e agora tem sua parte mais rica comparável à Itália, e a mais pobre, à Jordânia

A revista britânica The Economist publica reportagem na edição que chega às bancas neste fim de semana com uma nova versão do termo “Belíndia”, aquele que diz que o Brasil tem realidades tão diferentes quanto da Bélgica e da Índia. A publicação diz que a situação melhorou nas últimas décadas e não é tão extrema: a parte mais rica do Brasil pode ser comparada à Itália e a mais pobre é cerca de três vezes mais rica que a Índia e comparável à Jordânia. Portanto, a revista fala em “Italordânia”.

Leia também:

Piketty: ‘Para que o processo virtuoso do capitalismo continue, é preciso cuidar da desigualdade’

Economist: rezar para São Pedro não soluciona crise energética

A revista comparou o PIB per capita de cada unidade da federação e descobriu que a área mais rica do Brasil, a capital Brasília, “não está em níveis belgas”. “Mas é tão rica quanto a Itália”, diz o texto. “A Índia, porém, é muito mais pobre do que até mesmo os Estados brasileiros mais pobres. No Maranhão e Piauí, a renda per capita é três vezes maior que no subcontinente (indiano) e aproximadamente igual à da Jordânia”, diz o texto.

(com Estadão Conteúdo)