Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

PANORAMA3-Semana termina com moderado otimismo por Grécia

SÃO PAULO, 17 Fev (Reuters) – A semana terminou com os mercados globais alimentando cauteloso otimismo em relação ao fechamento de um acordo de ajuda internacional à Grécia, a ser assinado pelos ministros das Finanças da zona do euro na próxima segunda-feira.

O Banco Central Europeu (BCE) estuda permitir que o portfólio de investimentos de títulos gregos das autoridades monetárias da zona do euro fiquem sujeitos à mesma redução de valor que o setor privado assumirá, segundo afirmaram fontes bancárias a Reuters.

As bolsas dos Estados Unidos registraram alta moderada e as europeias atingiram o maior patamar desde o início de agosto, puxadas pelas ações de bancos, que estão entre os setores mais expostos à dívida grega.

No Brasil, indicadores de preços reforçaram a perspectiva de que a inflação dará espaço para o Banco Central prosseguir com o ciclo de corte dos juros, ao mesmo tempo que dados de emprego sugeriram que o mercado de trabalho começou 2012 mais forte do que há um ano.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) -considerado uma prévia da inflação oficial- desacelerou a alta em fevereiro, ao subir 0,53 por cento, ante elevação de 0,65 por cento em janeiro. Em 12 meses, o indicador teve alta de 5,98 por cento -a menor em mais de um ano-, com custos menores dos alimentos, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Mais cedo, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) havia informado que o Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) teve queda de 0,11 por cento na segunda prévia de fevereiro, ante variação positiva de 0,22 por cento no mesmo período de janeiro.

O IBGE divulgou que a taxa de desemprego no Brasil subiu para 5,5 por cento em janeiro, ante 4,7 por cento em dezembro. Ainda assim é o menor nível registrado para janeiro desde o início da série histórica, em março de 2002.

Com pouca liquidez no mercado, o dólar fechou em baixa diante do real, refletindo o otimismo no cenário internacional, mas com a queda limitada pela apreensão quanto à possibilidade de o Banco Central voltar a intervir no câmbio.

A expectativa quanto ao acordo da Grécia fez a Bovespa encerrar o pregão praticamente estável, com os investidores evitando tomar posições. Destacaram-se as ações do Pão de Açúcar , após a empresa informar lucro líquido consolidado de 361 milhões de reais no quarto trimestre de 2011, alta de 43,1 por cento ante o mesmo período do ano passado e acima do esperado.

Veja como ficaram os principais mercados financeiros nesta sexta-feira:

CÂMBIO

O dólar fechou a 1,7140 real, em queda de 0,29 por cento frente ao fechamento anterior.

BOVESPA

O Ibovespa subiu 0,01 por cento, para 66.149 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 5,83 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS

Às 18h46, o índice dos principais ADRs brasileiros subia 0,68 por cento, a 34.346 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

No call das 16h, o DI janeiro de 2013 estava em 9,180 por cento ao ano, ante 9,220 por cento no ajuste anterior.

EURO

A moeda comum europeia era cotada a 1,3160 dólar, ante 1,3139 dólar no fechamento anterior nas operações norte-americanas.

GLOBAL 40

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, caía para 133 por cento do valor de face, oferecendo rendimento de 1,283 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS

O risco Brasil caía 5 pontos, para 197 pontos-básicos. O EMBI+ cedia 6 pontos, a 330 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones subia 0,41 por cento, a 12.957 pontos, o S&P 500 alta baixa de 0,31 por cento, a 1.362 pontos, e o Nasdaq caía 0,21 por cento, aos 2.953 pontos.

PETRÓLEO

Na Nymex, o contrato de petróleo mais curto está em alta de 1,19 por cento, ou 1,22 dólar, a 103,53 dólares por barril.

TREASURIES DE 10 ANOS

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, caia, oferecendo rendimento de 2,0069 por cento, frente a 1,9840 por cento no fechamento anterior.

(PANORAMA1, PANORAMA2 e PANORAMA3 são localizados no terminal de notícias da Reuters pelo código )(Por Hélio Barboza)