Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

PANORAMA2-Europa anima mercado mesmo com oposição britânica

Por Da Redação 9 dez 2011, 12h42

SÃO PAULO, 9 Dez (Reuters) – A cúpula de líderes da União Europeia (UE) oferecia algum alívio para o mercado internacional nesta sexta-feira, com alta das bolsas e queda do dólar mesmo após a recusa da Grã-Bretanha de participar das mudanças propostas no tratado do bloco.

Os outros 26 países da UE -17 deles da zona do euro-concordaram com as propostas de Alemanha e França para alterar o tratado e promover uma maior integração fiscal. Segundo a chanceler alemã, Angela Merkel, as mudanças serão apresentadas até o início de março para então serem ratificadas.

Mesmo com a perspectiva de reformas na UE, o Banco Central Europeu (BCE) decidiu na quinta-feira limitar a compra de bônus de dívida soberana da região em 20 bilhões de euros por semana, segundo duas fontes da instituição.

Como alternativa, o presidente da França, Nicolas Sarkozy, sugeriu que os bancos aumentem a compra de títulos soberanos, usando como recursos as linhas de liquidez de longo prazo oferecidas pelo BCE. Mas investidores se mostravam céticos, já que as próprias autoridades europeias também pedem que os bancos se capitalizem para enfrentar a crise.

A agência de risco Moody’s, por exemplo, reduziu o rating dos três maiores bancos da França – BNP Paribas, Credit Agricole e Société Générale – citando deterioração da liquidez.

Contribuindo para o tom otimista do mercado, o índice de confiança do consumidor dos Estados Unidos subiu para seu maior nível em seis meses no começo de dezembro.

A leitura preliminar do índice de confiança do consumidor da Thomson Reuters e da Universidade de Michigan subiu pelo quarto mês consecutivo, para 67,7. Isso se compara aos 64,1 de novembro e à mínima de 55,7 em agosto.

Na agenda local de indicadores, o Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) teve forte desaceleração na primeira prévia de dezembro, com alta de 0,04 por cento, ante alta de 0,37 por cento em igual período de novembro.

Veja como estavam os principais mercados às 13h35 desta sexta-feira:

CÂMBIO

O dólar era cotado a 1,8118 real, em queda de 0,31 por cento frente ao fechamento anterior.

BOVESPA

O Ibovespa subia 1,08 por cento, para 58.007 pontos. O volume financeiro na bolsa era de 1,59 bilhão de reais.

ADRs BRASILEIROS

O índice dos principais ADRs brasileiros subia 1,72 por cento, a 29.835 pontos.

Continua após a publicidade

JUROS <0#2DIJ:>

Os contratos de DI exibiam alta, com o DI janeiro de 2013 em 9,850 por cento ao ano ante 9,810 por cento no ajuste anterior.

EURO

A moeda comum europeia era cotada a 1,3362 dólar, ante 1,3345 dólar no fechamento anterior.

GLOBAL 40

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, estava estável em 131,813 por cento do valor de face.

RISCO-PAÍS

O risco Brasil caía 8 pontos, para 213 pontos-básicos. O EMBI+ cedia 4 pontos, a 368 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones subia 0,94 por cento, a 12.109 pontos, o S&P 500 tinha alta de 0,96 por cento, a 1.246 pontos, e o Nasdaq registrava variação positiva de 0,77 por cento, aos 2.616 pontos.

PETRÓLEO

Na Nymex, o contrato de petróleo mais curto recuava 0,13 dólar, ou 0,13 por cento, a 98,22 dólares por barril.

TREASURIES DE 10 ANOS

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, caía, oferecendo rendimento de 1,9964 por cento ante 1,970 por cento no fechamento anterior.

PANORAMA1, PANORAMA2 e PANORAMA3 são localizados no terminal de notícias da Reuters pelo código(Por Silvio Cascione; Edição de Patrícia Duarte)

Continua após a publicidade

Publicidade