Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

PANORAMA1-Pauta dos EUA é destaque, com Dilma e Mantega no Senado

Por Da Redação 13 mar 2012, 08h24

SÃO PAULO, 13 Mar (Reuters) – Números sobre confiança na Alemanha amparavam um viés ascendente nas praças acionárias globais nesta terça-feira, quando também se esperam dados benignos acerca de vendas no varejo nos Estados Unidos.

A pesquisa mensal da confiança econômica alemã saltou para 22,3 pontos, ante 5,4 em fevereiro, bem acima da previsão de consenso em uma pesquisa da Reuters com analistas, de aumento moderado para 10,0. [ID: nL2E8ED0EG]

A sessão ainda inclui reunião de política monetária do Federal Reserve, que deve manter inalterado o rumo de sua política monetária, reconhecendo alguma melhora do mercado de trabalho, mas também alertando sobre a aceleração nos preços de energia. Em resumo, mantendo o clima de esperar para ver.

No Brasil, a agenda de divulgações é relativamente fraca. Logo, os holofotes ficam voltados para a capital federal, com a presença da presidente Dilma Rousseff no Congresso, em movimento que busca contornar a crise em sua base de governo, enquanto o ministro da Fazenda, Guido Mantega, participa de audiência na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado.

Da safra de balanços, Brookfield Incorporações, Eletropaulo e Positivo Informática apresentam os resultados no final do dia. Mais cedo, a Even reportou lucro líquido de 47,3 milhões de reais e Ebitda de 97,5 milhões de reais no quarto trimestre, enquanto a Amil informou lucro líquido de 83,5 milhões de reais e Ebtida de 227,8 milhões de reais no período, ambos em valores ajustados.

Nos mercados, às 8h00, o índice europeu FTSEurofirst 300subia 1,03 por cento e o futuro do norte-americano S&P 500 avançava 0,59 por cento – 8 pontos. O MSCI para ações globais ganhava 0,39 por cento e para emergentes, 0,98 por cento.

O MSCI de ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão verificava acréscimo de 1,23 por cento. Em Tóquio, o Nikkeifechou em alta de 0,09 por cento. O índice da bolsa de Xangai terminou com elevação de 0,86 por cento.

Entre as moedas, o euro depreciava-se 0,23 por cento, a 1,3121 dólar. O índice DXY, que mede o valor do dólar ante uma cesta com as principais divisas globais, avançava 0,13 por cento. Em relação ao iene, o dólar ganhava 0,34 por cento, a 82,62 ienes.

No caso das commodities, o petróleo do tipo Brentsubia 0,35 por cento em Londres, a 125,78 dólares, enquanto o barril negociado nas operações eletrônicas em Nova Yorkaumentava 0,43 por cento, a 106,08 dólares.

Veja a agenda com os principais indicadores desta terça-feira

Veja como ficaram os principais mercados financeiros na segunda-feira:

CÂMBIO

O dólar fechou a 1,8050 real, em alta de 1,12 por cento frente ao fechamento anterior.

BOVESPA

O Ibovespa caiu 0,48 por cento, para 66.384 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 5,81 bilhões de reais.

Continua após a publicidade

ADRs BRASILEIROS

O índice dos principais ADRs brasileiros caiu 1,50 por cento, a 33.514 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

No call das 16h, o DI janeiro de 2014 estava em 9,270 por cento ao ano, ante 9,230 por cento no ajuste anterior.

EURO

Às 18h14, a moeda comum europeia era cotada a 1,3153 dólar, ante 1,3113 dólar no fechamento anterior nas operações norte-americanas.

RISCO-PAÍS

O risco Brasil caía 2 pontos, para 180 pontos-básicos. O EMBI+ cedia 3 pontos, a 317 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones fechou em alta de 0,29 por cento, a 12.959 pontos, o S&P 500 registrou valorização de 0,02 por cento, a 1.371 pontos, e o Nasdaq perdeu 0,16 por cento, aos 2.983 pontos.

PETRÓLEO

Na Nymex, o contrato de petróleo mais curto fechou em queda de 1,06 dólar, ou 0,99 por cento, a 106,34 dólares por barril.

TREASURIES DE 10 ANOS

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, caía, oferecendo rendimento de 2,0366 por cento, frente a 2,03 por cento no fechamento anterior.

(PANORAMA1, PANORAMA2 e PANORAMA3 são localizados no terminal de notícias da Reuters pelo código )(Por Paula Laier; Edição de Vivian Pereira)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)