Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

PANORAMA1-Mercados buscam manter viés positivo com noticiário misto

SÃO PAULO, 12 Abr (Reuters) – As praças financeiras globais buscavam sustentar tom positivo nesta quinta-feira, apesar do noticiário misto. Na Europa, a Itália pagou yield mais elevado em um leilão de dívida de três anos, enquanto dados da Eurostat revelaram crescimento inesperado da produção industrial da zona do euro em fevereiro, mas revisão para baixo no desempenho de janeiro. Já na China, o banco central do país mostrou que os novos empréstimos superaram as expectativas no mercado.

Às 8h10, o índice europeu FTSEurofirst 300 ainda cedia 0,04 por cento, mas o futuro do norte-americano S&P 500subia 0,4 por cento.

Números sobre preços no atacado, auxílio-desemprego e balança comercial estão incluídos na agenda macroeconômica dos Estados Unidos, enquanto a cena corporativa traz o resultado do Google. O MSCI para ações globais ganhava 0,16 por cento e para emergentes, 0,18 por cento.

A Itália vendeu 2,884 bilhões de euros em títulos para março de 2015, com o yield subindo para 3,89 por cento ante 2,76 por cento em um leilão um mês atrás. Foi o maior yield para três anos desde meados de janeiro.

O Escritório de Estatísticas da União Europeia, Eurostat, por sua vez, divulgou que a produção industrial da zona do euro subiu em fevereiro ante janeiro, superando as expectativas do mercado de uma contração.

O MSCI de ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japãoaumentava 0,78 por cento. Em Tóquio, o Nikkeisubiu 0,7 por cento. O índice da bolsa de Xangaiavançou 1,82 por cento.

Os empréstimos bancários da China superaram as estimativas e subiram para 1,01 trilhão de iuans (160,1 bilhões de dólares) em março, um sinal de novo ritmo nos esforços de Pequim para afrouxar a política econômica e impulsionar a criação de crédito para dar suporte à economia. [ID: nL2E8FC1NK]

Entre as moedas, o euro apurava acréscimo de 0,2 por cento a US$ 1,3137. O índice DXY, que mede o valor do dólar ante uma cesta com as principais divisas globais, perdia 0,27 por cento. Em relação ao iene, o dólar apreciava-se 0,15 por cento, a 80,96 ienes.

No caso das commodities, o petróleo do tipo Brentrecuava 0,23 por cento em Londres, a US$ 119,90, enquanto o barril negociado nas operações eletrônicas em Nova Yorkganhava 0,34 por cento, a US$ 103,05.

Veja a agenda com os principais indicadores desta quinta-feira [ID: nL2E8FC1MH]

Veja como ficaram os principais mercados financeiros nesta quarta-feira:

CÂMBIO

O dólar fechou a 1,8346 real, em alta de 0,09 por cento frente ao fechamento anterior.

BOVESPA

O Ibovespa caiu 0,72 por cento, para 61.293 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 7,13 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS

O índice dos principais ADRs brasileiros subiu 0,82 por cento, a 31.963 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

No call das 16h, o DI janeiro de 2014 estava em 9,200 por cento ao ano, ante 9,150 por cento no ajuste anterior.

EURO

Às 18h37, a moeda comum europeia era cotada a 1,3111 dólar, ante 1,3080 dólar no fechamento anterior nas operações norte-americanas.

GLOBAL 40

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, caía para 132,188 por cento do valor de face, oferecendo rendimento de 1,139 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS

O risco Brasil caía 8 pontos, para 186 pontos-básicos. O EMBI+ cedia 9 pontos, a 335 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones fechou em alta de 0,70 por cento, a 12.805 pontos, o S&P 500 registrou valorização de 0,74 por cento, a 1.368 pontos, e o Nasdaq ganhou 0,84 por cento, aos 3.016 pontos.

PETRÓLEO

Na Nymex, o contrato de petróleo mais curto subiu 1,68 dólar, ou 1,66 por cento, a 102,70 dólares por barril.

TREASURIES DE 10 ANOS

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, caía, oferecendo rendimento de 2,0368 por cento, frente a 1,986 por cento no fechamento anterior.

(PANORAMA1, PANORAMA2 e PANORAMA3 são localizados no terminal de notícias da Reuters pelo código )(Por Paula Laier; Edição de Camila Moreira)