Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

PANORAMA1-Mercado segue atento a impasse nos EUA

Por Da Redação 26 jul 2011, 07h55

SÃO PAULO, 26 de julho (Reuters)O risco de um fracasso nas negociações sobre a elevação do teto da dívida norte-americana mantinha investidores cautelosos nas praças financeiras globais nesta terça-feira, a uma semana do prazo final para um acordo a fim de evitar um devastador default, que nas palavras de um funcionário da Casa Branca, citando o ex-presidente Ronald Reagan, poderia provocar “estragos incalculáveis”.

Dados do setor imobiliário dos Estados Unidos também devem ser monitorados nesta sessão, bem como balanços corporativos, com Amazon.com, Ford e 3M na agenda do dia, entre outros, além de resultados de leilões de dívida na Europa. Mas o foco principal deve seguir voltado para as discussões em Washington e sinais sobre um possível fim do impasse que coloca em risco o rating AAA norte-americano.

Às 7h40, o índice MSCI para ações globais subia 0,35 por cento e para emergentes, 0,65 por cento. O MSCI da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão registrava alta de 1,18 por cento. Em Tóquio, o Nikkei encerrou o dia com acréscimo de 0,47 por cento. O índice da bolsa de Xangai subiu 0,53 por cento, mas o volume foi reduzido. Na Europa, contudo, o FTSEurofirst 300 perdia 0,45 por cento e o futuro do norte-americano S&P-500 oscilava ao redor da estabilidade.

Entre as moedas, o índice DXY, que mede o valor do dólar ante uma cesta com as principais divisas globais, cedia 0,54 por cento. O euro era cotado a 1,4476 dólar, com elevação de 0,67 por cento. Em relação à moeda japonesa, o dólar era negociado em baixa de 0,29 por cento, a 78,09 ienes. Nesse contexto, o petróleo avançava 0,49 por cento, a 99,69 dólares o barril, nas operações eletrônicas em Nova York.

No Brasil, a jornada conta com a reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES) no Palácio do Planalto pela manhã e divulgação dos dados de junho do setor externo, com destaque para a conta corrente e o investimento estrangeiro direto. Após o fechamento do mercado local, a Cielo informa seu resultado trimestral (veja prévia [ID: nN1E76L0SE]).

Veja a agenda com os principais indicadores desta terça-feira

Veja a variação dos principais mercados na sexta-feira:

CÂMBIO

O dólar fechou o dia cotado a 1,5552 real, com variação negativa de 0,01 por cento.

BOVESPAO Ibovespa subiu 0,01 por cento, a 60.270 pontos. O volume financeiro na bolsa era de 4,8 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROSO índice dos principais ADRs brasileiros teve queda de 0,18 por cento, a 34.900 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

No call das 16h, o DI janeiro de 2012 apontava 12,47 por cento ao ano, estável ante o ajuste anterior.

Continua após a publicidade

EURO

Às 18h21, a moeda comum europeia era cotada a 1,4353 dólar, ante 1,4420 dólar no fechamento anterior nas operações norte-americanas.

GLOBAL 40

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, subia a 136,375 por cento do valor de face, oferecendo rendimento de 1,683 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

O risco Brasil caía 1 ponto, para 160 pontos-básicos. O EMBI+ estave estável, a 272 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones caiu 0,34 por cento, a 12.681 pontos; o S&P 500 teve oscilação positiva de 0,09, a 1.345 pontos, e o Nasdaq subiu 0,86 por cento, a 2.858 pontos.

PETRÓLEO

Na Nymex, o contrato de petróleo de vencimento mais próximo avançou 0,74 dólar, ou 0,75 por cento, a 99,87 dólares por barril.

TREASURIES DE 10 ANOS

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado subia, oferecendo rendimento de 2,9639 por cento ante 3,014 por cento no fechamento anterior.

(PANORAMA1, PANORAMA2 e PANORAMA3 são localizados no terminal de notícias da Reuters pelo código )

(Por Paula Arend Laier)

Continua após a publicidade

Publicidade