Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

PANORAMA1-Mercado mostra indefinição de olho em Grécia e China

Por Da Redação 10 Maio 2012, 08h33

SÃO PAULO, 10 Mai (Reuters) – O impasse político na Grécia e números fracos sobre o comércio exterior chinês deixavam as principais praças financeiras globais sem uma tendência definida, antes da divulgação de dados sobre a economia dos Estados Unidos, entre eles, de auxílio-desemprego.

O líder socialista grego Evangelos Venizelos fará uma última tentativa, nesta quinta-feira, de formar um governo e evitar novas eleições, depois que eleitores rejeitaram os partidos que defendem a ajuda internacional e levaram a Grécia a uma grave crise política.

Na China, as exportações aumentaram 4,9 por cento e as importações subiram 0,3 por cento em termos anuais em abril, após altas de 8,9 e 5,3 por cento em março, respectivamente, de acordo com dados da Administração Geral das Alfândegas. Economistas ouvidos pela Reuters esperavam crescimento de 8,5 por cento nos embarques e de 11 por cento nas importações.

No Brasil, a cena corporativa tende a ocupar os holofotes: uma bateria de balanços é aguardada para a sessão, incluindo CSN, Braskem, BM&FBovespa, Cetip, HRT, entre outras, além da repercussão da liminar obtida pela Vale para suspender uma cobrança de 24 bilhões de reais do governo.

Também a TAM informou nesta quinta-feira, em edital de oferta pública de permuta de ações para cancelamento de registro de companhia aberta, que os acionistas que aceitarem participar da oferta receberão, em troca de suas ações, BDRs LAN, na proporção de 1 ação da companhia para cada 0,9 BDR LAN, sendo que 1 BDR LAN representa 1 ação ordinária da LAN.

No exterior, às 8h28, o europeu FTSEurofirst 300cedia 0,29 por cento. O futuro do norte-americano S&P 500registrava variação positiva de 0,04 por cento – 0,60 ponto. O MSCI para ações globais cedia 0,03 por cento e para emergentes, 0,02 por cento.

O MSCI de ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japãoapurava leve acréscimo de 0,11 por cento. Em Tóquio, o Nikkei fechou em baixa de 0,39 por cento. O índice da bolsa de Xangai terminou com elevação de 0,07 por cento.

Entre as moedas, o euro era cotado a 1,2944 dólar ante 1,2932 dólar na véspera. O índice DXY, que mede o valor do dólar ante uma cesta com as principais divisas globais, subia 0,06 por cento. Em relação ao iene, o dólar era transacionado a 79,66 ienes, ante 79,63 ienes na última sessão.

No caso das commodities, o petróleo do tipo Brentcedia 0,21 por cento em Londres, a 112,96 dólares, enquanto o barril negociado nas operações eletrônicas em Nova York perdia 0,52 por cento, a 96,31 dólares.

Veja a agenda com os principais indicadores desta quinta-feira

Veja como ficaram os principais mercados financeiros na quarta-feira:

CÂMBIO

O dólar fechou a 1,9625 real, em alta de 1,23 por cento frente ao fechamento anterior.

BOVESPA

O Ibovespa caiu 0,96 por cento, para 59.786 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 6,8 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS

Continua após a publicidade

O índice dos principais ADRs brasileiros caiu 1,70 por cento, a 28.862 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

No call das 16h, o DI janeiro de 2014 estava em 8,560 por cento ao ano, ante 8,380 por cento no ajuste anterior.

EURO

Às 17h50 (Brasília), a moeda comum europeia era cotada a 1,2940 dólar, ante 1,2947 dólar no fechamento anterior nas operações norte-americanas.

GLOBAL 40

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, subia para 132,000 por cento do valor de face, oferecendo rendimento de 0,994 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS

O risco Brasil subia 1 ponto, para 194 pontos-básicos. O EMBI+ avançava 5 pontos, a 338 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones fechou em queda de 0,75 por cento, a 12.835 pontos, o S&P 500 registrou desvalorização de 0,67 por cento, a 1.354 pontos, e o Nasdaq perdeu 0,39 por cento, aos 2.934 pontos.

PETRÓLEO

Na Nymex, o contrato de petróleo mais curto caiu 0,20 dólar, ou 0,21 por cento, a 96,81 dólares por barril.

TREASURIES DE 10 ANOS

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, subia, oferecendo rendimento de 1,8280 por cento, frente a 1,842 por cento no fechamento anterior.

(PANORAMA1, PANORAMA2 e PANORAMA3 são localizados no terminal de notícias da Reuters pelo código ).(Por Paula Laier; Edição de Vivian Pereira)

Continua após a publicidade
Publicidade