Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

P-57 será preparada para extrair petróleo na Bacia de Campos

Plataforma terá capacidade para processar 180 mil barris de óleo por dia

A plataforma P-57, que vai produzir petróleo no campo de Jubarte, localizado na Bacia de Campos, chega na noite desta terça-feira ao local e começa a ser preparada para iniciar as atividades. A informação foi concedida pelo gerente da Petrobras para o Espírito Santo, Luis Robério Santos, na solenidade de inauguração da unidade de tratamento de gás (UTG) Sul Capixaba, no município de Anchieta.

Com capacidade para 180 mil barris de petróleo por dia, a P-57 é a maior unidade a ser colocada em operação nos últimos dois anos. A plataforma foi construída no estaleiro Brasfels, em Angra dos Reis. Durante a cerimônia, o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, afirmou que a unidade será a primeira a processar gás do pré-sal, que está sendo extraído do campo de Baleia Franca por meio da plataforma FPSO (Floating Production Storage and Offloading) Capixaba, um tipo de navio utilizado pela indústria petrolífera para a produção e armazenamento de petróleo ou gás natural.

“É a primeira vez que estamos processando gás do pré-sal, porque o gás do teste de longa duração de Tupi estava sendo queimado”, comentou. Ele lembrou ainda que o gás poderá ser levado para diversas regiões do país por meio do gasoduto Sudeste-Nordeste, que integrou a malha nacional de gasodutos.

O executivo voltou a elogiar a decisão da diretoria atual de privilegiar as atividades exploratórias no começo do mandato. Segundo ele, foi uma decisão “corajosa” – já que havia poucas sondas de exploração disponíveis -, mas que resultou em descobertas importantes como o Parque das Baleias, no norte da Bacia de Campos, onde estão Jubarte e Baleia Franca.

(com Agência Estado)