Clique e assine a partir de 9,90/mês

Os novos capítulos da disputa entre AES e Eneva por companhia elétrica

Em março, grupo americano recebeu oferta hostil pelo controle da AES Tietê; matriz começa a se armar para uma longa guerra jurídica

Por Da Redação - 5 jul 2020, 13h04

A disputa pela companhia do setor de energia AES Tietê, que possui nove usinas hidrelétricas no interior de São Paulo, ainda não acabou. Em março a gigante americana foi pega de surpresa quando a brasileira Eneva fez uma oferta hostil pelo controle da companhia, operação estimada em mais de 6 bilhões de reais. A proposta foi rejeitada no mês seguinte pelo conselho de administração da AES.

Agora, a AES reconvocou seu time de advogados, se preparando para uma longa batalha jurídica caso a Eneva prossiga com seu interesse na geradora de energia paulista. Ao longo da última semana, a notícia sobre uma nova proposta da Eneva ganhou força após a sinalização que teria sido feita pelo BNDES em vender sua participação na AES Tietê.

Publicidade