Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Como os carros elétricos viraram batalha entre as gigantes de tecnologia

Elon Musk disse que tentou vender a Tesla à Apple por um terço do valor atual; Empresa comandada por Tim Cook passará a desenvolver a tecnologia

Por Luisa Purchio Atualizado em 23 dez 2020, 17h36 - Publicado em 23 dez 2020, 17h28

O empresário sul-africano Elon Musk, CEO da gigante de tecnologia e ao mesmo tempo montadora, Tesla, publicou na terça-feira 22 em sua conta no Twitter que tentou vender parte da empresa para a Apple por 10% do valor atual em um dos piores momentos do programa Modelo 3. “Durante os dias mais sombrios do programa Modelo 3, falei com Tim Cook para discutir a possibilidade de a Apple adquirir a Tesla (por 1/10 do nosso valor atual). Ele se recusou a participar da reunião”, publicou. Agora, a novidade é que a Apple está desenvolvendo um carro elétrico, e passaria assim a concorrer no principal nicho da Tesla.

Como a empresa estava avaliada em 616 bilhões de dólares na data da publicação, o executivo teria oferecido vender a empresa por aproximadamente 61,6 bilhões de dólares. Para a sorte de Musk, Tim Cook na época não quis recebê-lo. A Tesla é hoje a empresa que mais cresceu no ano, alta de 600% no valor de suas ações desde 31 de dezembro de 2019.

 

Além de conseguir entregar lucro em cinco trimestres consecutivos em um ano que grande parte das empresas sofreu com o coronavírus, seus ativos dispararam por conta da enorme expectativa sobre o que ela conseguirá entregar no futuro. A empresa mudou os paradigmas do mercado automobilístico e trouxe para a realidade o sonho dos carros elétricos. Líderes do mercado de automóveis como GM e Volkswagen já investem em modelos para não ficar para trás.

  • No alto de seu posto de liderança, no entanto, a Apple volta a dar sinais de que poderá ser uma forte concorrente da Tesla no ramo de automóveis. Uma notícia na terça-feira pela agência Reuters trouxe à tona o projeto Titan, que estava adormecido mas cujos planos continuam a caminhar. De acordo com a reportagem, a equipe do projeto foi autorizada a seguir com as pesquisas sobre direção autônoma e que a produção do veículo se inicie em 2024 ou 2025. 

    Se a Tesla é a líder de crescimento no mercado americano, a Apple é a líder em valor de mercado. A empresa fundada por Steve Jobs está avaliada em mais de 2,1 trilhões de dólares, enquanto a de Elon Musk ocupa o sétimo posto da lista, avaliada em 616 bilhões. Nesse páreo de gigantes, espera-se que o consumidor ganhe produtos menos nocivos ao meio ambiente e mais acessíveis em preço.

    Continua após a publicidade
    Publicidade