Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Oposição na Grécia tentará impedir referendo

Por Da Redação 1 nov 2011, 09h15

Por Danielle Chaves

Londres – O principal líder da oposição na Grécia, Antonis Samaras, afirmou que fará tudo o que for preciso para impedir o referendo anunciado pelo primeiro-ministro George Papandreou sobre se a Grécia deve ou não prosseguir com as medidas de austeridade em troca de empréstimos internacionais.

O partido “Nova Democracia está determinado a evitar a todo custo essa jogada”, disse Samaras após uma reunião com o presidente grego, Karolos Papoulias. Samaras afirmou que Papandreou está chantageando a população para poder continuar no poder e pediu que sejam convocadas eleições imediatas.

Um integrante do Nova Democracia declarou que Samaras estuda pedir que todos os deputados conservadores renunciem para forçar a realização de eleições antecipadas. “Se todos os deputados do Nova Democracia renunciarem juntos, é altamente possível que Papandreou não tenha outra escolha a não ser convocar eleições”, afirmou a fonte.

Autoridades do governo grego dizem que um voto positivo no referendo poderá acabar com a oposição aos cortes nos salários, nas pensões e nos gastos do governo. Mas um voto negativo poderá eventualmente provocar a saída da Grécia da zona do euro. As informações são da Dow Jones.

Continua após a publicidade
Publicidade