Clique e assine a partir de 9,90/mês

Opep reduz projeção para oferta brasileira de petróleo em 2019

Em relatório mensal divulgado nesta sexta-feira, órgão também prevê uma oferta menor da commodity em 2020

Por da Redação - Atualizado em 16 ago 2019, 13h35 - Publicado em 16 ago 2019, 13h16

Pelo quinto mês consecutivo, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) revisou para baixo sua projeção para a oferta da commodity pelo Brasil em 2019. De acordo com relatório mensal divulgado nesta sexta-feira, 16, a produção doméstica será de 3,48 milhões de barris por dia (bpd) este ano. No documento anterior, a previsão era de 3,54 milhões de bpd.

O órgão também revisou suas projeções para 2020, de 3,90 milhões de bpd a 3,77 milhões de bpd. Em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil, a Opep continua prevendo crescimento de 0,9% este ano e de 1,7% no próximo, como no relatório anterior.

 

Segundo o órgão, entre os fatores que influenciaram a redução da projeção de produção de petróleo está a manutenção nas plataformas do campo de Lula, localizado na Bacia de Campos local que também apresenta declínio natural da produção, de acordo com a Opep.

Continua após a publicidade

No caso do campo de Lula, houve parada não programada de 14 dias na unidade flutuante Cidade de Mangaratiba “para correção no sistema de desidratação de gás”, segundo a Petrobras.

Em julho, a Petrobras também revisou sua meta para a produção de petróleo no Brasil e no exterior em 2019. A projeção, de 2,8 milhões de barris por dia, caiu para 2,7 milhões de barris diariamente.

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade