Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

ONS se reunirá com empresas e governo para discutir apagão

Relatório produzido após a reunião será entregue à Anatel e ao Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico

Por Da Redação - 29 ago 2013, 19h02

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) se reunirá, na segunda-feira, com todos os agentes envolvidos no apagão desta quarta-feira, que atingiu a totalidade dos estados da Região Nordeste, para elaborar o Relatório de Análise de Perturbação (RAP). O documento será entregue à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e ao Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE), que se reuniu em caráter extraordinário na manhã desta quinta-feira, para debater o incidente, com a presença de representantes das empresas responsáveis pelas instalações e equipamentos envolvidos no desligamento.

De acordo com nota divulgada pelo Ministério de Minas e Energia (MME), o ministro Edison Lobão recomendou à Aneel uma “rigorosa fiscalização sobre a ocorrência, visando apurar as falhas verificadas”. Citando relato do ONS, o MME afirmou que o apagão foi provocado pelo desligamento automático de duas linhas de transmissão que interligam os sistemas Sudeste-Centro-Oeste com o Nordeste, localizadas no interior do Piauí.

Segundo a nota, foram identificados focos de queimadas entre as subestações Ribeiro Gonçalves e São João do Piauí, mais precisamente entre as estruturas das torres de números 412 a 416. “O sistema de segurança atuou isolando a Região Nordeste do resto do país. A recomposição do sistema foi imediatamente acionada e, por volta de 17h30, todas as capitais do Nordeste já estavam sendo abastecidas”, completou o ministério.

Segundo informações da coluna Radar On-line, do site de VEJA, os níveis dos reservatórios que servem ao sistema elétrico do Nordeste já vinham preocupando as autoridades. Em agosto, os níveis da região estavam 38,6%, uma queda de 26% em relação ao mesmo período de 2012.

Publicidade

O último grande apagão na região foi registrado em outubro do ano passado e atingiu nove estados da região Nordeste e o Distrito Federal. No total, seis apagões de energia de maior porte ocorreram no Brasil em 2012 – todos eles no segundo semestre e a maioria por ocorrências na área de transmissão. Quase todos afetaram a região Nordeste.

As sucessivas quedas de energia no ano passado levantaram dúvidas sobre a segurança do sistema elétrico brasileiro, área em que a presidente Dilma Rousseff deu início à trajetória política que a conduziu ao Palácio do Planalto.

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade