Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

OGX vai recorrer de decisão judicial sobre subsidiárias

O juiz Gilberto Matos, da 4ª Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Rio, negou pedido de recuperação para a OGX Internacional e OGX Áustria

A petroleira OGX, do empresário Eike Batista, vai recorrer de decisão da Justiça que negou o pedido de recuperação judicial de suas subsidiárias no exterior, disse nesta quinta-feira o advogado Márcio Costa, do escritório Sérgio Bermudes. “Esta decisão tumultua o processo de recuperação judicial e acaba permitindo que alguns credores cobrem dívida no Brasil e na Áustria. O recursos foram captados no exterior para uso no Brasil e o juiz não levou isso em consideração”, afirmou o advogado da petroleira.

A Justiça acatou parcialmente o pedido de recuperação judicial da companhia. O juiz Gilberto Matos, da 4ª Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Rio, negou pedido de recuperação para a OGX Internacional e OGX Áustria, mas deu sinal verde para OGX Petróleo e Gás Participações e OGX Petróleo e Gás SA.

Leia também:

Banco Votorantim assume dívida da OSX com o BNDES

OGX confirma rompimento de contrato da Petronas

OGX, de Eike, propõe mudança de nome para Óleo e Gás Brasil S.A

A endividada OGX entrou no dia 30 de outubro com o maior pedido de recuperação judicial da história corporativa da América Latina, em uma tentativa de evitar a falência.

O pedido tornou-se a única alternativa para a companhia depois que fracassaram as negociações com detentores de 3,6 bilhões de dólares em bônus no exterior para uma reestruturação da dívida.

A construtora naval OSX, empresa-irmã da OGX, apresentou no último dia 12 pedido de recuperação judicial, mas deixou de fora sua subsidiária internacional.

Radar on-line: Recuperação judicial deferida

(com agência Reuters)