Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

OGX sai de lucro a prejuízo de R$ 108,7 mi no trimestre

Por Hélio Barboza

São Paulo – A OGX Petróleo e Gás Participações, que faz parte do grupo controlado pelo empresário Eike Batista, encerrou o segundo trimestre com prejuízo de R$ 108,7 milhões, conforme relatório enviado na noite de ontem à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). No mesmo período do ano passado, a companhia havia registrado lucro de R$ 57,8 milhões.

A empresa afirma que o principal impacto sobre o resultado veio do aumento das despesas financeiras, que passaram de R$ 15,7 milhões no segundo trimestre de 2010 para R$ 190,3 milhões no trimestre passado, bem como pelo aumento das despesas com exploração, que somaram R$ 42,7 milhões (ante R$ 25,2 milhões), e das despesas gerais e administrativas, de R$ 87 milhões (ante R$ 57,1 milhões).

O resultado financeiro líquido ficou negativo em R$ 30,2 milhões, sob o impacto de perdas líquidas com contratos derivativos associados ao hedge cambial (proteção contra a variação cambial), de R$ 138,4 milhões. No segundo trimestre do ano passado, o resultado financeiro havia sido positivo em R$ 135,5 milhões.

O caixa consolidado da companhia e de sua controlada totalizou cerca de R$ 7 bilhões, equivalente a US$ 4,5 bilhões. O total de empréstimos e financiamentos chegou a R$ 3,9 bilhões. A OGX destacou a captação de US$ 2,563 bilhões realizada por meio da emissão de títulos de dívida no exterior, em 3 de junho, “a maior oferta de ‘high yield’ já realizada por uma empresa do setor de óleo & gás”.