Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

OGX desaba e arrasta Ibovespa, que perde os 54 mil pontos

Os papéis da companhia de Eike Batista terminaram o dia em baixa de 16,22% em meio à desconfiança de que a empresa consiga honrar um cupom de bônus externos

A queda forte da OGX impediu a BM&FBovespa de seguir as bolsas americanas e ensaiar uma recuperação na sessão desta quinta-feira. Os papéis da companhia de Eike Batista terminaram em baixa de 16,22% em meio à desconfiança de que a empresa consiga honrar um cupom de bônus externos, o que instigou o temor de um eventual pedido de recuperação judicial da petroleira. A queda do principal índice da bolsa também foi reforçada pela baixa das ações preferenciais da Petrobras.

O Ibovespa perdeu o patamar dos 54 mil pontos conquistado no último dia 17, ao fechar em queda de 0,88%, aos 53.782,97 pontos. Na máxima, no início dos negócios, chegou a ensaiar uma recuperação, ao subir 0,15%, aos 54.344 pontos, mas logo passou a registrar baixa, com mínima aos 53.429 pontos (-1,53%). O giro financeiro somou 5,095 bilhões de reais, o mais fraco do mês.

Leia também:

BNDES prorroga prazo para LLX pagar empréstimo

Derrocada da OGX faz bolsa mudar critério do Ibovespa após 45 anos

No mês, a Bovespa ainda acumula ganho, de 7,54%, mesmo após três quedas consecutivas. No ano, contudo, tem perda de 11,76%. Além dos cupons de bônus externos que vencem no próximo dia 21, os investidores estão atentos a outro vencimento da OGX, no valor de 45 milhões de dólares, programado para 1º de outubro, referente ao cupom dos bônus de 2022.

As ações PN da Petrobras ajudaram a pressionar o Ibovespa ao caírem 1,12%, refletindo um movimento de realização dos ganhos das últimas semanas, quando rumores sobre um reajuste de combustíveis beneficiaram o papel, que apenas neste mês avançou quase 11%. Já as ON subiram 0,23% neste pregão.

Ainda nas blue chips, Vale ON e PNA encerraram em alta de 0,70% e 0,15%, respectivamente.

Em Wall Street, onde foram divulgados mais cedo a leitura final do Produto Interno Bruto (PIB) norte-americano e os pedidos semanais de auxílio-desemprego, o índice Dow Jones encerrou em alta de 0,36%, o S&P 500 avançou 0,35% e o Nasdaq registrou ganho de 0,70%.

Câmbio – O dólar fechou em alta ante o real nesta quinta-feira devido a sinais de fortalecimento da economia norte-americana, que podem favorecer uma redução no programa de estímulo monetário do Federal Reserve ainda neste ano. A moeda norte-americana subiu 0,75%, cotada a 2,2463 reais na venda.

(Com Estadão Conteúdo)