Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

OGX anuncia novos diretores e reitera plano de reestruturação

Empresa também aprovou a contratação da consultoria Angra Partners, liderada por Ricardo Knoepfelmacher, para coordenar e assessorar o processo de reestruturação

A petroleira OGX, do grupo EBX, do empresário Eike Batista, divulgou, na noite desta terça-feira, que o Conselho de Administração aprovou Paulo Narcélio Simões Amaral como novo diretor-presidente. Amaral substitui Luiz Carneiro e acumula os cargos de diretor financeiro e de relações com investidores, demitidos também na terça. O conselho também aprovou a contratação da consultoria Angra Partners, liderada por Ricardo Knoepfelmacher, para coordenar e assessorar o processo de reestruturação.

Além do presidente, o diretor jurídico José Roberto Penna Chaves Faveret Cavalcanti deixa a companhia. O advogado Darwin Corrêa atuará como consultor jurídico junto ao conselho de administração.

Leia também:

Ação da OGX sobe 48% ante rumores de saída de Eike

OGX pode ser primeira empresa do Ibovespa a quebrar

A OGX também informou, por meio de fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a convocação de uma Assembleia Geral Extraordinária, em 1º de novembro, para destituir e eleger conselheiros.

Outra decisão do conselho foi determinar à diretoria a contratação de uma consultoria internacional para auditar a OGX nos exercícios sociais de 2008 a 2013. “A decisão do conselho de administração tem por objetivo fortalecer a gestão da companhia para a reavaliação de sua estratégia e elaboração e implementação de um projeto de reestruturação que atenda os melhores interesses da coletividade de seus acionistas, funcionários e credores, cumprindo com a sua função social”, informou a OGX, no comunicado.

A OGX também acertou com um grupo de investidores norte-americanos os termos iniciais de um acordo que terá com consequência imediata a injeção de cerca de 200 milhões de dólares na companhia, segundo informações da Agência Estado. De acordo com a fonte, a dispensa de Carneiro da presidência foi uma das condições para o acordo.

Reestruturação – Os executivos Paulo Narcélio Simões Amaral e Darwin Correa, que assumem os respectivos cargos de diretor-presidente e diretor jurídico da OGX, participaram da reestruturação da Brasil Telecom. À época, ocupavam, respectivamente, a diretoria financeira e a diretoria jurídica da operadora.

Ricardo Knoepfelmacher, conhecido como Ricardo K., um dos sócios fundadores da Angra Partners, que hoje coordena o processo de reestruturação do grupo X, de Eike Batista, ocupou, na época, a presidência da Brasil Telecom, no processo que culminou na venda da empresa para o Grupo Telemar/Oi, em 2008.

Esta é, aliás, a forma de atuação da Angra Partners, que se especializou em casos complexos. A consultoria mantém a receita de indicar os principais executivos, que passam a atuar durante toda a reestruturação, e comanda diretamente a operação das companhias até dar por encerrado o processo.

(Com Estadão Conteúdo)