Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Obama pede ao Congresso que aprove extensão de corte de impostos

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu ao Congresso neste sábado que aprove uma extensão dos cortes dos impostos para a maioria dos americanos, mas não para as rendas mais altas.

“Sob meu plano, 98% das famílias americanas não verão aumento dos impostos sobre sua renda”, disse o presidente em seu discurso semanal por rádio e internet.

“Mas os outros 2% de americanos terão que pagar um pouco mais de impostos sobre rendas superiores a 250 mil dólares”, disse Obama. “Em outras palavras, os poucos americanos mais ricos voltarão aos impostos que pagavam sob (o governo do ex-presidente democrata) Bill Clinton.

No dia 1 de janeiro de 2013 está prevista a expiração de um corte de impostos adotado sob o mandato do ex-presidente republicano George W. Bush e estendido por Obama, mas os dois partidos não entram em acordo sobre como prolongá-lo.

Enquanto Obama e os democratas querem aumentar os impostos aos ricos, os republicanos dizem que esta medida minará ainda mais a frágil recuperação econômica do país.

Se o corte de impostos expirar, “será um grande golpe econômico para as famílias de classe média”, justificou Obama em sua declaração.

O presidente rejeitou a ideia dos republicanos, segundo a qual um maior número de ricos ajudará a criar emprego para os americanos de classe média.

“Já tentamos este caminho na maior parte da década passada, mas não funcionou”, disse Obama.