Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

O que pensa Nelson Barbosa sobre as decisões econômicas de Dilma

Futuro ministro do Planejamento defende projeto para driblar meta fiscal e acredita que o governo tomou decisões corretas sobre a condução da política monetária

Por Da Redação 26 nov 2014, 10h13

O futuro ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, é respeitado no mercado financeiro e no meio acadêmico. No início do primeiro mandato de Dilma Rousseff, Barbosa costumava ser seu principal interlocutor. As relações ficaram tensas depois que a presidente passou a ouvir mais o secretário do Tesouro Arno Augustin na hora de tomar decisões sobre os rumos da economia. Barbosa e Arno discordavam em pontos-chave, como a intervenção pontual do governo em setores econômicos, como o automotivo. De volta ao governo, o economista terá um desafio e tanto: comandar a pasta que acomoda no orçamento todas as vontades políticas dos aliados. Em entrevistas recentes, Barbosa deu algumas sinalizações de como enxerga a política econômica vigente e falou também sobre as mudanças necessárias. Confira algumas frases do novo ministro.

Leia também:

As opiniões de Joaquim Levy sobre os problemas econômicos do Brasil

Publicidade