Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

O brinquedo que deve substituir a febre dos spinners

As vendas do comércio paulistano para o Dia das Crianças devem crescer 3% em relação ao mesmo período de 2016

Por Da redação Atualizado em 27 set 2017, 16h01 - Publicado em 26 set 2017, 17h59

Depois dos spinners, o novo brinquedo que deve virar febre entre as crianças são os Thumb Chucks. Pelo menos essa é a aposta da Ri Happy, maior varejista de brinquedos do país.

Em apenas dez dias, a rede vendou 100 mil unidades do produto. O brinquedo consiste em duas bolinhas coloridas e luminosas unidas por um fio. A ideia é similar à dos spinners: fazer manobras manuais com as bolinhas. A brincadeira pode consistir apenas em bater uma bolinha contra a outra, como os antigos bate-bate.

Na Ri Happi, o produto pode ser comprado por 39,99 reais. Mas se o cliente gastar 60 reais na loja pode levar o Thumb Chucks por 9,99 reais – promoção válida até 15 de outubro.

O brinquedo também começa a chegar às lojas virtuais. No Mercado Livre, os Thumb Chucks são vendidos por 10 reais em média

Continua após a publicidade

Quando os spinners viraram febre, eram vendidos por 30 reais em média. Depois de alguns meses, o brinquedo passou a ser comercializado por menos de 10 reais.

As vendas do comércio paulistano para o Dia das Crianças devem crescer 3% em relação ao mesmo período de 2016, segundo estimativa da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). Devem prevalecer presentes mais baratinhos, como nos anos anteriores.

Dicas para economizar

Apesar do apelo das crianças, os pais devem pensar duas vezes antes de sair comprando presentes para o dia das crianças. A recomendação é de Reinaldo Domingos, do canal Dinheiro à Vista.

Segundo ele, é importante considerar a situação financeira da família e lembrar que, em breve, haverá também o Natal.

“O pagamento à vista é sempre o mais indicado, mas se a família não tiver condições, oriento que compre algo simbólico e se organize financeiramente para os próximos anos. Com a mudança comportamental de todos na casa, inclusive das crianças, será possível mais do que presentear, realizar sonhos”, orienta ele.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)