Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

O bilionário incentivo fiscal para a produção de soja

As lavouras de soja receberam quase 60 bilhões de reais em benefícios tributários em 2022, o dobro da desoneração prevista para os produtos da cesta básica

Por Pedro Gil Atualizado em 19 out 2023, 20h00 - Publicado em 19 out 2023, 09h02

A política tributária do país é altamente benéfica à cadeia produtiva da soja. No nível federal, a renúncia fiscal estimada para produção dessa commodity foi de 57 bilhões de reais em 2022, o dobro da desoneração prevista para os produtos da cesta básica. Esta é uma das conclusões que constam em estudo elaborado em parceria pela ACT Promoção da Saúde, Instituto Democracia e Sustentabilidade (IDS), Observatório das Economias da Sociobiodiversidade (ÓSocioBio), Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (IDEC) e Instituto Sociedade, População e Natureza (ISPN) que mapeou e calculou o custo tributário do país com a cadeia da soja, visando a discussão da reforma tributária.

Analisando a renúncia fiscal no âmbito dos estados, a desoneração do ICMS da soja é de quase 8 bilhões de reais por ano apenas no estado de Mato Grosso. Em relação ao financiamento das lavouras, dados relativos a 2022 fornecidos pelo Banco Central indicam que, do total de crédito rural para custear as lavouras brasileiras, 52% dos recursos foram destinados exclusivamente para o financiamento das lavouras de soja. A título de comparação, cerca de 140 culturas, quase todas de alimentos, tomaram apenas 28% do crédito rural no país.

Historicamente, a política tributária, somada a outras políticas públicas, privilegiou a produção do grão em detrimento de outras alternativas necessárias à segurança alimentar da população brasileira, acarretando bilionárias renúncias fiscais e enormes custos ambientais. “Qual o modelo de democracia que nós queremos? Mesmo com esse patamar de subsídio, um terço da população ainda vive em situação de insegurança alimentar grave”, alerta Marcos Woortmann, cientista político e coordenador de Políticas Socioambientais do IDS. “O mercado de soja já não teve tempo suficiente para se estruturar? Com 60 bilhões, esse dinheiro poderia ser investido em outras frentes, como o combate à fome e redução da inflação dos alimentos”, completa. 

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.