Clique e assine a partir de 9,90/mês

NY opera em alta, animada por balanços e indicadores

Por Da Redação - 19 jan 2012, 12h06

Por Andréia Lago

Nova York – O impulso dos resultados trimestrais do Bank of American e dos indicadores do mercado de trabalho americano na última semana, divulgados nesta manhã, animou as bolsas de Nova York, que abriram em alta. No início da tarde, porém, os indicadores já perdiam força. Às 13h06 (de Brasília), o Dow Jones tinha queda de 0,09%, o S&P 500 subia 0,04% e o Nasdaq 100 avançava 0,32%.

Da agenda de indicadores, o dado mais animador nos EUA foi o número de trabalhadores norte-americanos que entraram pela primeira vez com pedido de auxílio-desemprego, que caiu 50 mil, para 352 mil, na semana encerrada em 14 de janeiro, segundo o Departamento do Trabalho dos EUA. Essa foi a maior queda em uma única semana desde 24 de setembro de 2005. Os economistas ouvidos pela Dow Jones esperavam queda de 19 mil pedidos iniciais.

Os preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) dos EUA vieram estáveis em bases mensais com ajuste sazonal em dezembro ante novembro, com a queda nos preços de energia neutralizando outras altas do índice. Foi o segundo mês consecutivo de estabilidade no indicador. O núcleo do CPI, que exclui os preços voláteis de alimentos e energia, subiu 0,1%, alinhado com as expectativas de mercado. As informações são da Dow Jones.

Publicidade