Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Nowotny: consolidação orçamentária independe de S&P

Por Da Redação 15 jan 2012, 19h11

Por AE

Viena – A consolidação orçamentária da Áustria é necessária e teria prosseguido mesmo se a agência de rating Standard and Poor’s não tivesse rebaixado o país na sexta-feira, afirmou hoje o presidente do banco central austríaco, Ewald Nowotny. Nowotny, que também é membro do Conselho do Banco Central Europeu (ECB), repetiu declarações anteriores, afirmando que o rebaixamento foi político. Nowotny deu as declarações à televisão estatal austríaca ORF 2.

Na sexta-feira, a S&P retirou a nota triplo A da Áustria e da França, rebaixando os países para AA+ com perspectiva negativa. A maneira como a Áustria lidou com os problemas de dívida da zona do euro e a exposição do país à Hungria estão entre os motivos do rebaixamento. França e Áustria ainda mantêm o triplo A pelas outras duas empresas de rating, a Moody’s Investors Serive e a Fitch Ratings. As informações são da Dow Jones.

Publicidade