Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Nordeste e Centro-Oeste crescem acima da média, diz BC

Segundo relatório do Banco Central, o desempenho reflete aumento nas vendas no varejo e do mercado de trabalho na região

Por Da Redação
3 ago 2012, 11h47

A economia da região Nordeste registrou um ritmo moderado de crescimento no início de 2012, mas ainda vem mostrando desempenho superior à média nacional, segundo o Boletim Regional do Banco Central, divulgado nesta sexta-feira. Segundo o BC, o desempenho reflete o arrefecimento das vendas varejistas e do mercado de trabalho na região no período. O índice de atividade da região medido pelo BC (IBCR-NE) cresceu 0,6% no trimestre encerrado em maio, em relação ao trimestre finalizado em fevereiro, quando havia crescido 1,7% na mesma base de comparação.

O Centro-Oeste também registrou moderação da atividade, movimento puxado pelo varejo e pela contração da produção industrial. “Ainda assim, a dinâmica positiva do mercado de trabalho e da safra de grãos, entre outros fatores, proporcionou à região uma taxa de crescimento superior à nacional”, informa o BC.

Leia mais:

Governo refinanciará dívidas agrárias no Norte e Nordeste

Expansão da economia foi moderada em 5 meses, diz BC

Continua após a publicidade

O índice de atividade da região medido pelo BC (IBCR-CO) avançou 1% no trimestre encerrado em maio, ante 2% nos três meses terminados em fevereiro. “O aumento da renda agrícola e o mercado de trabalho aquecido, associados às medidas econômicas divulgadas pelo governo para estimular o crescimento, devem se refletir nos indicadores de venda do comércio já no próximo trimestre, avalia o BC. A média nacional é crescimento de 0,07% no trimestre encerrado em maio em relação aos três meses anteriores.

Sudeste – A economia da região Sudeste registrou crescimento moderado no trimestre encerrado em maio, o que refletiu a continuidade de crescimento do varejo e os resultados negativos da indústria.

O índice de atividade da região medido pelo BC (IBCR-SE) cresceu 0,6% no período, em relação ao trimestre finalizado em fevereiro, que apresentou crescimento de 0,7% em relação aos três meses anteriores. Em 12 meses, o crescimento foi de 2,5%.

“Destaque para o aumento de 1,6% nas vendas varejistas no trimestre até maio, desempenho favorecido pela continuidade da expansão da massa salarial e das operações de crédito às famílias”, diz o BC no documento.

Continua após a publicidade

Sul – O desempenho da economia da região Sul nos últimos meses refletiu o resultado negativo da produção industrial e as perdas da safra de grãos, além do menor dinamismo do comércio varejista. O índice de atividade da região medido pelo BC (IBCR-S) recuou 1,2% no trimestre encerrado em maio, em relação ao período de dezembro a fevereiro, quando havia crescido 1,3%, segundo dados dessazonalizados.

“As perspectivas em relação à evolução da atividade no Sul para este e os próximos trimestres contemplam os efeitos de ações de política econômica recentemente implementadas”, afirmou o BC.

Em relação ao Norte, o BC diz que os principais indicadores apontam moderação da atividade nos meses recentes. “A redução da produção industrial e o arrefecimento no ritmo de expansão das vendas varejistas se traduziram em recuo de 0,2% do IBCR-N no trimestre encerrado em maio, em relação ao finalizado em fevereiro”, diz a instituição.

(Com Agência Estado)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.