Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Gasolina sobe 5% nas refinarias, segundo reajuste em menos de dez dias

Petrobras também aumentou o valor do diesel em 4,4%; valores do combustível são influenciados por petróleo mais caro e desvalorização do real

Por Larissa Quintino Atualizado em 28 jan 2021, 00h49 - Publicado em 27 jan 2021, 10h35

A partir desta quarta-feira, 27, o valor dos combustíveis fica mais caro nas refinarias, informou a Petrobras. O reajuste será de 5,05% para a gasolina, para 2,08 reais por litro, e no diesel o aumento é de 4,4%, passando para 2,12 reais. Essa é a segunda alta em menos de dez dias. No último dia 19, a estatal subiu o preço da gasolina em 7,6%, A alta nos combustíveis tem impactos na inflação porque aumenta desde os custos com deslocamento pessoal como também de produtos e serviços, como alimentos, já que o custo do transporte fica maior.

Em nota, a Petrobras afirma que os preços nas refinarias tem como referência a chamada paridade de importação. Ou seja, os custos são impactados por fatores como os valores do petróleo e do câmbio. Com o real desvalorizado e um novo ciclo de alta do petróleo, há impacto nos preços. O barril de petróleo do tipo Brent, referência usada pela Petrobras, opera na faixa dos 55 dólares e o dólar comercial opera na casa dos 5,37 reais — a moeda, aliás, encerrou 2020 cotada a 5,18 reais.

  •  

    A alta dos combustíveis ainda não foi detectada pelos índices oficiais de preços ao consumidor. O IPCA-15, prévia da inflação, divulgado na última terça-feira mostrou uma desaceleração no indicador geral, que ficou em 0,78%, puxado em grande parte por uma queda de ritmo na alta dos transportes — que subiram 0,14% após uma alta de 1,43% no período anterior. O IPCA-15 capta a variação das duas primeiras semanas do mês de referência e as duas últimas do mês anterior. Ou seja, como a alta dos combustíveis ocorreu a partir da segunda quinzena de janeiro, o indicador não capta a alta.

    O repasse do preço da gasolina ao consumidor final depende tanto das distribuidoras como dos postos de combustível. Segundo a companhia, o valor da gasolina na refinaria equivale a 25% do total. Outros 16% são da distribuidora e dos postos, e 59%, de impostos.

    Continua após a publicidade
    Publicidade