Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Nestlé e Samsung são as marcas preferidas da classe C

Com maior poder de compra e mais exigentes, 54% dos entrevistados se preocupam com a marca dos alimentos

Uma pesquisa divulgada pelo Instituto Data Popular nesta quarta-feira, apontou que a Nestlé é a preferida, sendo citada por 4,1% dos entrevistados, seguida por Samsung (3,9%) e Adidas (3,7%). Foram ouvidas 22 mil pessoas em 153 cidades pelo Brasil. O estudo foi divulgado durante a 10ª edição do Congresso Nacional das Relações Empresa-Cliente (CONAREC).

De acordo com o Data Popular, 54% dos entrevistados se preocupam com a marca dos alimentos, 47% consideram a empresa na hora de comprar computadores, 45% antes de adquirir o automóvel e 41% para eletrônicos. Porém, apenas 37% dos entrevistados afirmaram dar atenção à marca dos sapatos.

Leia mais:

Avanço da nova classe média prossegue, diz especialista

Famílias comprometem até 42% da renda com dívidas

Segundo a pesquisa, existe uma diferença entre o gosto dos homens e das mulheres da nova classe média. Eles citaram marcas de tênis, roupas de esporte e eletrônicos, enquanto elas apontaram alimentos, cosméticos e roupas.

O Data Popular constatou que a classe média brasileira cresceu de 42% da população em 2004 para 53,9% em 2011, ganhando parte dos antigos pertencentes à classe D, que apresentou declínio de 41,3% para 31,1% no mesmo período. Conforme projeção do instituto, em 2014 a classe C será representada por 58,3% dos brasileiros, enquanto 26,8% estarão na D.

Entre 2004 e 2011, o crescimento no número de pessoas na classe C impulsionou as compras, fazendo com que a nova classe média atingisse R$ 1,03 trilhão em consumo no ano passado. A cifra corresponde a um crescimento de 228,3% nos gastos com produtos e serviços nos últimos sete anos.

O carrinho de compras da nova classe média também mudou de 2001 para 2012. A classe AB comprava 35 categorias diferentes de produtos, a C 27 e as classes D e E consumiam em 19 categorias. Agora, a classe AB leva para casa 45 categorias, a C 42 e a DE 40.

(Com Agência Estado)