Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Nervosismo com Europa faz bolsas de NY perderem

Por Gustavo Nicoletta

Nova York – Os principais índices do mercado de ações dos Estados Unidos fecharam em queda pelo terceiro dia consecutivo, novamente refletindo preocupações com a situação na Europa depois de a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, afirmar, durante um pronunciamento, que não haverá solução rápida para a crise de confiança nas dívidas da região.

O fato de a Itália mais cedo ter vendido 3 bilhões de euros em bônus de cinco anos oferecendo aos investidores uma taxa de retorno de 6,47%, a maior já registrada em leilão desses papéis desde a implementação do euro, também ajudou a aumentar o nervosismo, principalmente porque fortaleceu as expectativas de um potencial rebaixamento nas notas de crédito dos países europeus.

“As pessoas perderam a fé na Europa”, disse Mike Boyle, gerente de portfólios da Advisors Asset Management. “Todo mundo quer uma cura agora, mas a questão é que eles precisam de tempo para chegar a uma conclusão decente”, acrescentou.

O sentimento de aversão ao risco deu força ao dólar e empurrou o euro para baixo. A moeda europeia tocou uma mínima intradia de US$ 1,2945, o menor nível em quase um ano. As commodities também tiveram um forte declínio, em parte por causa da apreciação da divisa norte-americana. Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o petróleo caiu 5,18%, enquanto o cobre fechou em baixa de 4,73%.

“Um dólar em alta seria problemático para nós porque coloca pressão sobre as poucas boas notícias que tivemos em termos domésticos”, disse Jennifer Ellison, diretora da Bingham, Osborn & Scarborough,

O Dow Jones caiu 131,46 pontos, ou 1,10%, para 11.823,48 pontos. Ações de empresas ligadas ao segmento de matérias-primas tiveram algumas das perdas mais acentuadas da sessão, acompanhando a forte queda nos preços das commodities. A Caterpillar caiu 4,37%, enquanto a Chevron e a Exxon Mobil recuaram 2,98% e 1,35% respectivamente. O declínio das ações da Caterpillar e da Chevron somado foi responsável por 41% da queda do índice Dow Jones.

O Nasdaq recuou 39,96 pontos, ou 1,55%, para 2.539,31 pontos. O S&P 500 teve declínio de 13,91 pontos, ou 1,13%, e fechou a 1.211,82 pontos. As informações são da Dow Jones.