Clique e assine a partir de 9,90/mês

Natura compra Avon, formando quarta maior empresa de beleza do mundo

Valor de mercado da nova companhia é avaliado em cerca de 48,4 bilhões de reais

Por Reuters - 3 jan 2020, 12h20

A Natura anunciou nesta sexta-feira, 3, a conclusão da compra da Avon, em um negócio que criou o quarto maior grupo de beleza do mundo e avaliou a rival norte-americana de 130 anos em cerca de 2 bilhões de dólares. Com a consolidação do negócio, o presidente-executivo da Avon Products, Jan Zijderveld, deixou a fabricante norte-americana de cosméticos, em sequência ao processo de venda da companhia. A executiva romena Angela Cretu comandará as operações da Avon fora da América Latina.

As ações da Natura eram uma das poucas que subiam nesta sexta-feira, em meio a uma baixa generalizada do mercado por conta de preocupações com a situação no Oriente Médio após ataque norte-americano que matou importante autoridade no Irã. Os papéis da companhia brasileira subiam 0,55% por volta de 11h, enquanto o Ibovespa mostrava baixa de 0,8%.

Com a aquisição da Avon, a Natura criou quatro unidades operacionais, cada uma com seu presidente-executivo. A operação Natura & Co América Latina, que além da marca Natura e Avon reúne as bandeiras The Body Shop e Aesop, será liderada por João Paulo Ferreira. A Natura recebeu aval de autoridades concorrenciais para a compra da Avon em 19 de dezembro e na ocasião havia estimado a conclusão da operação para esta sexta-feira. A companhia brasileira anunciou a compra da Avon em maio do ano passado, em um negócio realizado por meio de troca de ações.

No negócio, anunciado em maio do ano passado, o valor da Avon foi estimado em 3,7 bilhões de dólares, aproximadamente 14 bilhões de reais, e o da nova companhia combinada em 11 bilhões de dólares, cerca de 48,4 bilhões de reais.

Publicidade