Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

MPX encontra sócio para construir termelétrica no Maranhão

Será a terceira usina movida a gás natural da empresa de Eike Batista no rio Parnaíba, em parceria com a canadense

Por Da Redação 26 abr 2013, 16h13

A MPX, empresa de energia do Grupo EBX, do bilionário Eike Batista, anunciou nesta sexta-feira um acordo com a empresa canadense Kinross Gold Corporation para construir e operar uma nova termelétrica a gás natural na bacia do rio Parnaíba, no Maranhão.

A usina terá capacidade para gerar até 56 megawatts e será a terceira usina da MPX na bacia do Parnaíba, onde a OGX, outra das empresas de Batista, é proprietária de gigantescas reservas de gás natural. O contrato prevê um pagamento anual de 54 milhões de reais pelos direitos de operação da usina, afirmou a MPX em um comunicado. As três termelétricas serão alimentadas com o gás da própria região.

O acordo foi realizado em uma associação com a Petra Energia, que também explora reservas de gás no Maranhão, e com a MPX-E.ON Participações, uma sociedade entre a MPX e a alemã E.ON, que desde março detém 36% da empresa brasileira.

A Kinross é uma das maiores produtoras de ouro do Brasil e também tem projetos no Canadá, Chile, Equador, Estados Unidos, Gana, Mauritânia e Rússia.

Leia também:

MPX, de Eike Batista, participará de leilões de energia eólica

Continua após a publicidade

Aneel avaliará mudança do cronograma de térmicas da MPX

Eike Batista vende 24,5% da MPX para alemã E.ON

OGX registra prejuízo de R$ 286 milhões no 4° trimestre

(com EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade