Clique e assine com até 92% de desconto

Morre aos 88 anos Luigi Bauducco, herdeiro dos fundadores da empresa

O italiano foi um dos responsáveis por trazer ao Brasil a massa que dá origem aos panetones; empresário teve complicações de uma pneumonia

Por Diego Gimenes Atualizado em 8 set 2020, 17h36 - Publicado em 8 set 2020, 14h08

Morreu na manhã desta terça-feira, 8, o empresário italiano Luigi Bauducco, aos 88 anos. Filho único de Margherita Constantino e de Carlo Bauducco, fundador da empresa, ele foi um dos responsáveis, há 70 anos, por trazer a massa madre ao Brasil, aquela que dá origem aos panetones da empresa. Luigi chegou ao Brasil com seus pais no início da década de 50, logo após a Segunda Guerra Mundial, e trabalhou para consolidar aquela que seria uma das maiores empresas alimentícias do país. Bauducco morreu após complicações de saúde em virtude de choque séptico por pneumonia bacteriana.

Atualmente, a empresa é a maior fabricante e exportadora de panetones do mundo, com mais de 70 milhões de unidades produzidas por ano. Luigi também ampliou o leque de atuação da companhia, tornando a Bauducco uma das marcas de alimentos mais consumidas do país. Hoje, a empresa conta com mais de 6 mil colaboradores. O empresário deixa a esposa, Carla, seus três filhos — Massimo, Silvana e Carlo Andrea — além de netos e bisnetos. A administração da companhia ficará a cargo dos filhos, que já tocavam o negócio familiar. 

“É com profundo pesar que a Bauducco informa o falecimento do Sr. Luigi Bauducco, filho do fundador da empresa, Carlo Bauducco, com sua esposa, Margherita Constantino. Luigi Bauducco chegou da Itália ao Brasil com seus pais no início dos anos 50, após a Segunda Guerra Mundial, trabalhando desde sempre para a construção de uma das maiores empresas alimentícias do Brasil. De origem simples e com enorme determinação, ele foi fundamental para escrever cada capítulo da história da Pandurata Alimentos e transformou o seu sobrenome em uma das marcas mais amadas do Brasil e prestigiada mundialmente. Além de um profissional admirável, sempre foi reconhecido por sua competência, ética e um olhar humano irreparáveis”, afirmou a empresa em nota oficial. 

  • Publicidade